Para concluir o prédio da Câmara de Biguaçu, serão necessários R$ 2,6 milhões, informa o presidente da Casa, Ângelo Ramos Vieira (PSD), que acaba de receber o laudo de uma vistoria e avaliação técnica encomenda.

As obras desse prédio iniciaram em 2011, mas parou por falta de recursos. Vários presidentes da câmara passaram pelo cargo, mas não concluíram a obra. Em janeiro deste ano, assumiu Ângelo e este mandou contratar uma empresa para fazer a avaliação.

Ângelo pretende reunir-se com o prefeito Ramon Wollinger nesta semana para avaliar os próximos passos. É que a futura sede da câmara, com quatro andares, deverá ter salas destinadas às prefeitura. O objetivo é economizar com aluguéis. A câmara gasta mais ou menos R$ 15 mil por mês em aluguel sem falar da prefeitura de Biguaçu que também gasta em aluguéis de imóveis na cidade para abrigar algumas secretarias e diretorias.