Publicidade

Décio Baixo Alves

E-mail: decio@jbfoco.com.br

 

 

A falta de vagas em creches em Biguaçu é um tapa na cara das pessoas de bem da cidade.

A secretária de governo da cidade, irmã do prefeito Ramon, a citada Karoline Wollinger, empenhou R$ 300 mil em publicidade em menos de 15 dias em janeiro desse ano enquanto as mulheres pobres do município não têm onde colocar o filho ou filha numa creche municipal.

A pergunta é a seguinte: o prefeito Ramon Wollinger e sua irmã, secretária de governo, têm filhos em creches municipais? Duvido mesmo.

O prefeito Ramon e sua irmã, que torrou mídia em publicidade recorde nesse governo, têm seus filhos em creches particulares a preço de ouro em comparação ao povo pobre que sofre em creches com falta de lugares em instituições públicas.

Só para se ter ideia, o planejamento para aumentar o número de lugar em creche nesse ano em Biguaçu é ZERO.

Agora fiquem atentos com os aditivos que terá em publicidade em 2018. Enquanto os ricos usufruem de creches particulares e gastando fortunas em publicidade os pobres sofrem. Que governo é esse?

 

UPA

No último sábado (17/03) precisei levar o meu filho na UPA de Biguaçu por causa de uma virose braba que ele pegou.

Parabéns ao atendimento dessa Unidade de pronto Atendimento. Aliás, todas as vezes que precisei levar familiares ou até mesmo eu mesmo na UPA sempre me surpreendeu a excelência no profissionalismo.

Esse jornal, que abre seu espaço democrático às pessoas que criticam ou elogiam a UPA, já informou muita coisa sobre a UPA, mas particularmente esse colunista aqui só tem a agradecer esse serviço público de Biguaçu.

 

INSISTÊNCIA EM NÃO RESPONDER

 

Karoline Wollinger, irmão do prefeito, que torrou mais de meio milhão em publicidade, insiste em não dizer onde foi investido toda essa gastança em mídia. (Foto Arquivo JBFoco)

A secretária de governo, Karoline Wollinger, que é irmã do prefeito Ramon, ainda não respondeu em que ela mandou gastar em publicidade. Ela torrou mais R$ 550 mil em mídia insiste em não dar transparência aos seus atos.

Wollinger esquece que tem seu salário pago com os nossos impostos e tem o dever de dar transparência aos seus atos. A imprensa tem que ter acesso as informações, mas o jornal local não consegue os dados dessa gastança incontrolável. O que está acontecendo? Por que não temos essas respostas? Por que esconder esse tipo de informação que deveria ser pública?

 

APREMABI

Alfredo Silva Jr será o novo presidente da Apremabi. (Foto Arquivo JBFoco)

O advogado Alfredo Silva Jr, filiado ao PDT, quer resgatar a Associação de Preservação do Meio Ambiente de Biguaçu (Apremabi) e organizou no último fim de semana um encontro com a nova diretoria na marina Pieer 33 centro de Biguaçu. Silva assumirá a presidência da entidade e tem muitos planos para organizar e planejar esse órgão municipal.

BURACOS

Existe secretaria de obras em Biguaçu? O que tem de buraco nas ruas da cidade é incrível. O prefeito Ramon alardeia, como se ele fosse um bom administrador, que o município tem um superávit financeiro. No entanto, nem para tapar buraco esse governo serve. Parece uma cidade abandonada. Porque não se cria uma equipe que transite pelas vias de Biguaçu localizando e colocando asfalto nos buracos?

FAKE NEWS

Essa história do assassinato da vereadora do PSOL do Rio de Janeiro levantou mais uma vez a questão das Fake News, que nada mais é do que notícia falsa nas redes sociais.

Publicaram que a moça teve um filho com um traficante, que ela defendia criminoso e que fazia parte de organização criminosa que a elegeu parlamentar municipal. Só faltou dizer que ela tinha um canal aberto com extraterrestre e que ia trazer a família Castro, de Cuba, para substituir o Lula nas eleições.

Isso mesmo. Tem gente que, provavelmente com muito tempo sobrando, ficam nas redes sociais postando essas besteiras. E o pior é que tem uma cambada de otário que curte e compartilha.

Aqui em Biguaçu existia também um pessoal desse: que fica inventando histórias nas redes sociais para denegrir imagem de gente que trabalha. Pararam porque começaram a mamar nas tetas do governo municipal e conseguiram o tão sonhado emprego público indicado por político.

Voltarão a agir quando suas tetas começarem a ser ameaçadas em mudanças de governo. Vão ter que se especializar em outras coisas porque a mamata vai acabar.

 

TRANSPORTE MARÍTIMO

Na semana passada, o passeio com o catamarã entre Palhoça e Florianópolis ensaiando o início do transporte marítimo na Grande Florianópolis foi um sucesso na imprensa em geral.

Faz 24 anos que aconteceu a mesma coisa. Na época o prefeito da capital era o Sérgio Grando (in memoriam) e de Biguaçu o Sadi Peixoto. Hoje, por causa da internet, as entrevistas e a filmagem do passeio, atingiram muito mais pessoas.

Mas a cena foi a mesma. Só trocaram as figurinhas. Tomara que dessa vez o transporte marítimo realmente aconteça, pois é efetivamente necessário. Já pensou o que seriam hoje as locomoções públicas na Grande Florianópolis se o transporte marítimo virasse realidade e não apenas uma passeio para inglês ver como aconteceu 24 anos atrás?

 

IPTU CARÍSSIMO

Esse governo incompetente do Ramon é impressionante. Agora o jovem prefeito da cidade vai aumentar o IPTU de forma impressionante. Será que ele quer mais dinheiro para gastar em publicidade?

Em tempos de crise o poder público de Biguaçu, com essa gestão moderna a la Venezuela, vai aumentar os impostos municipais. Mais uma vez o povo vai se lascar. Arrotam que a Prefeitura Municipal de Biguaçu (PMB) tem superávit e mesmo assim vão superfaturar o imposto predial urbano da cidade.

Não dão vagas em creches, os postos de saúde não têm remédios, o carnaval evaporou, as ruas são intransitáveis por causas dos buracos, o ginásio da cidade é uma vergonha e um monte de obra não se faz.

A macrodrenagem 2 não se tem previsão, nem limpar bueiros essa administração faz direito, a reforma administrativa foi a maior mentira anunciada e as promessas de campanha de Ramon são uma piada porque nada que ele prometeu até hoje aconteceu. O tratamento de esgoto ficou paralisado e os molhes na foz do rio Biguaçu só rendeu passeios em Brasília para o faz de conta que se está trazendo essa importante obra pra cidade.

Só se vê gasto em publicidade sem justificativa plausível de necessidade e em salários de empregos indicados de políticos que puxam o saco dessa gestão medíocre.

Biguaçu está perdido mesmo. Só falta trazer um presídio para completar a burrice total. Até porque uma justificativa plausível para aumentar o IPTU seria mostrar efetivos serviços, que está longe de acontecer nessa gestão Ramon e Vilson.

 

ATRASO

Biguaçu não é mais um município que até 1970 um burrinho puxava a carroça para abastecer com água as casas. Não é mais um cidade conhecida por ter um pracinha central onde as pessoas ficavam fofocando nos bancos com uma igreja nos fundos e a prefeitura lotada de funcionários de braços cruzados.

Estamos em crescimento. Mas a forma de se fazer política aqui continua antiga. O que se compra de aliado público com empregos na “barrosa” não está no gibi.

O que tem de candidato a vereador derrotado da oposição se vendendo por causa dos empreguinhos na prefeitura é impressionante.

Isso tem que mudar. Temos que ter gestão e fazer com que a cidade cresça por causa da competência de seus gestores em planejar e administrar a coisa pública. O que vale hoje infelizmente é a competência em comprar políticos para esses depois trabalharem para o candidato X.

Isso é usar a máquina pública para se beneficiar em ambições políticas e está muito errado. Essa mediocridade tem que mudar e ser denunciada. Biguaçu merece respeito e a carroça da água do burrinho que abastecia as casas não pode carregar essa cambada de vendido.

 

AVISO

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.

bit.ly/WhatsJBFoco

Publicidade