Publicidade

O ex-presidenciável Aécio Neves (PSDB) quase venceu as eleições em 2014 tendo como adversária Dilma Rousseff (PT). Nas eleições presidenciais desse ano o senador mineiro Aécio tinha tudo para ser o candidato do PSDB a presidente da república e um forte nome para vencer. No entanto, ele foi pego num áudio surpreendente que mostrou um Aécio que poucos conheciam solicitando propina para o dono da JBS (Friboi), Joesley Batista e o tirou da corrida eleitoral presidencial.

Neves pedia 2 milhões de reais para pagar advogados e depois que foi fisgado no áudio divulgado pela televisão Aécio justificou o ato dizendo que aquele valor era um empréstimo que ele estava fazendo com o dono da Friboi.

Aécio Neves: áudio o tirou da corrida eleitoral presidencial esse ano. (Foto Google Images)

VOTOS

Esse colunista votou em Aécio em 2014 e assim como milhões de brasileiros ficou estarrecido em ouvir o ex-presidenciável naquele papelão de “solicitação indevida”. Muita gente agora cortaria a mão ao ficar perto de uma urna para votar nesse senador corrupto. A justiça fez de Aécio réu por causa desse áudio. Vamos ver no que vai dar.

EM BIGUAÇU

A reportagem de capa desta edição estampa a transcrição de um áudio que revela o abuso do poder econômico e caixa 2 na eleição 2008. Estamos divulgando um áudio sério e comprometedor que não deixa pedra sobre pedra: Ramon, flagrado numa conversa “Nada Republicana”. Sem saber que estava sendo gravado, conta como pagou uma das “mensalidades” ao antigo Jornal Folha Barriga Verde pelos serviços prestados na eleição municipal de 2008 para atacar ferozmente os adversários da chapa na qual Wollinger era candidato a vice.

Ramon: áudio desnuda um outro lado do prefeito de Biguaçu. (Foto Arquivo JBFoco)

GRAVAÇÃO

A conversa que teve com Carlos Wanderley Gomes da Silva, ocorrida em outubro de 2008, poucos dias depois da eleição daquele ano, fornece indícios mais que fortes que apontam que Ramon e sua chapa na ocasião teriam pago, em mensalidades, entre janeiro a outubro de 2008, R$ 39 mil para que o jornal arrasasse Tuta e o PMDB em todo tipo de ataques virulentos em busca do poder.

Carlos Wanderley: áudio com Ramon em 2008. (Foto Arquivo JBFoco)

 

ESTRATÉGIA

O áudio mostra um Ramon que poucos conhecem, articulando pagamentos escusos e comprometimento revelador de caixa 2. Trata-se de uma conversa que lembra filmes de “máfia”, porque  algumas frases (EM NOTA ABAIXO CITAREI AS TAIS FRASES) ditas pelo ex-vice prefeito e atual mandatário de Biguaçu chamam a atenção e faz das pessoas de bem da cidade ficarem com a pulga atrás da orelha. Até porque naquela época Wollinger era um simples vice eleito empurrado e agora o homem administra as verbas públicas da cidade como prefeito do município.

Tuta foi literalmente massacrado na eleição 2008. (Foto Arquivo JBFoco)
Alessandro Garbelotto sofreu muitos ataques. (Foto JBFoco)

JUSTIÇA

O jornal está de portas abertas para Ramon e para o ex-dono do jornal Folha Barriga Verde, Carlos Wanderley para que eles esclareçam esse bate papo nada ético que o JBFoco teve acesso conforme o já divulgado no seu site www.jbfoco.com.br. A fonte do áudio o jornal não revelará porque fonte jornalística é sagrada quando ela não quer ser revelada, mas pode-se concluir que tem gente na política de Biguaçu dormindo com o inimigo.

 

FRASES: “ARRUMEI R$ 2500”

Olha só o que Ramon fala:

01 – “E… eu vou tá… eu preciso. E como eu falei: eu vou estar, eu vou tá…com o interesse de aparecer, de aparecer bem, entendeu?”

02 – “E eu sou parceiro, sou amigo dos amigos. E é bom (inaudível). Eu falei para o Carlos sobre seu papel na imprensa, falei que seu papel é fundamental, continuo falando…”

03 – “ Eu quero, eu quero… eu… eu vou fazer… eu vou falar com ele, vou fazer o que eu puder, vou bater mesmo em cima, se precisar brigar, eu vou brigar.”

04 – “ Assim, entendeu? Dessa parceria que foi feita desde o começo.”

05 –  De tudo, do patrocínio, de tudo né, não sei. Eu não era… eu não participava do processo… Eu ainda não era candidato a vice”

06 – “eu fiz de tudo para poder bancar, né.”

07 – “ Arrumei R$ 2.500,00 e ficou acertado para dar mais outros R$ 2.500,00.

08 – “  A segunda parcela foi dada, não foi?”

09 – “Foi assim, oh: chamei todo mundo, falei para todo mundo, fiz uma reunião domingo à noite, oh, foi dado isso, preciso de mais isso, então tá! Mas, pô, fiquei em cima, entendeu?!”

Ufa! O que é isso? Estamos ouvindo acertos da Petrobrás? Realmente tudo muito triste e lamentável. Até porque não adianta berrar. Será que tem outros áudios?

CORRUPÇÃO

O país está abarrotado de corrupção. É político e sua família enriquecendo por causa das propinas. É superfaturamento em serviços para a sobra do investimento encher os bolsos dos propineiros. São malas de dinheiro para bancar campanhas eleitorais. É empresa que fornece órgãos públicos fazendo obras e bancando custos de políticos e por aí vai.

Enquanto isso, faltam vagas em creches, remédios desaparecem nas prateleiras e os serviços essenciais ficam a ver navios. O que cresce mesmo é o patrimônio do político que manda.

O Brasil precisa ser passado a limpo. A lava jato está desnundando a corrupção no país e alguns já estão na cadeia por causa. Mas falta um bocado de ladrão ir pra lá também.

Áudio desnuda Abuso do Poder Econômico e Caixa 2 de eleição de 2008 em Biguaçu

O Áudio que deixa Ramon Wollinger num sério questionamento eleitoral

AVISO

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.

bit.ly/WhatsJBFoco

Publicidade