Publicidade

A partir das 15h de hoje, terça, feriado de 1º de maio, ativistas dos direitos dos animais do Projeto Solidário Amiguinhos Indefesos promoverão um protesto na Beira Mar de São José contra a atrocidade que foi registrada no último fim de semana no município. No último domingo (29/05), sete cachorros foram encontrados mortos com sinais de que foram queimados ainda vivos num terreno baldio no bairro Areias, em São José. A denúncia partiu de Ezequiel Nunes, coordenador do projeto Amiguinhos Indefesos.  “Eles estavam com as pernas amarradas e dentro de sacos de lixo, sem condições de defesa. Um deles, que, possivelmente tentou fugir, acabou sendo decapitado”, relatou o denunciante.

Tudo indica que os animais foram mortos entre a noite de sexta-feira (27/04) e madrugada de sábado (28/04).

O caso indignou os ativistas dos direitos dos animais. Além da falta de uma política pública na cidade para recolher animais abandonados, São José volta e meia registra casos de crueldade contra cães e gatos.

Ontem (segunda, 30/04), 20 ativistas da defesa dos animais registraram boletim de ocorrência na 2ª Delegacia de Polícia de São José registrando a atrocidade no bairro Areias contra os sete cachorros queimados. Hoje (terça, 01/05), o grupo pretende promover o ato de repúdio para pressionar a investigação do caso, isto é, que não seja deixado de lado, como se nada fosse nada.

Para Ezequiel Nunes, quem torturou e matou os animais por meios cruéis precisa ser identificado e preso, pois, do contrário, certamente voltará a praticar o mesmo crime com mais animais de rua.

Pela característica do crime (tortura e crueldade extrema por meio de fogo), tudo indica que se trata de alguém com sérios distúrbios capaz de realizar mais atrocidades com animais indefesos.

Manifestação de repúdio hoje à tarde, 1º de maio, às 15h. (Foto Divulgação)

 

Local onde os animais foram encontrados carbonizados. (Foto Projeto Solidário Amiguinhos Indefesos)

 

Cachorros foram encontrados neste terreno na tarde de domingo (Foto Projeto Amiguinhos Indefesos-OCP)

 

 

ATROCIDADE

Cachorro encontrado com sinais de queimadura. (Foto Reprodução Vídeo Projeto Solidário Amiguinhos Indefesos)

 

Marcas de tortura. (Reprodução Vídeo Projeto Solidário Amiguinhos Indefesos)

Este é outro caso recente também denunciado pelo mesmo grupo de ativistas. Trata-se de uma cadela também encontrada num terreno baldio em São José. A foto é muito forte. Mostra as marcas de tortura contra o animal que, por incrível que pareça pelo tamanho dos ferimentos, foi encontrado vivo e encaminhado para o socorro pela equipe do Projeto Solidário Amiguinhos Indefesos.

Quem quiser ajudar a organização, envie doações em dinheiro para a AG 1555 OP 013 CONTA 00108248-8 Titular: Ezequiel Nunes.

AVISO

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.

bit.ly/WhatsJBFoco

Publicidade