Publicidade

A foto que ilustra esta nota foi tirada ao meio dia de hoje (quinta, 24/05/2018) no centro de Biguaçu. Mostra a fila de veículos para abastecer no posto Athenas, na entrada de Biguaçu, onde ainda havia combustíveis (neste momento, às 15h30, o posto está fechado, pois já acabou a gasolina)

Na quarta, 23/05), quando já começaram os primeiros postos a não ter mais combustíveis, o posto em questão aumentou os preços, isso um dia depois que o governo federal anunciou que estava baixando impostos sobre o produto.

Infelizmente não tiramos a foto do momento exato em que o funcionário deste posto Athenas reajustava o preço da gasolina para R$ 4,26 ontem (quarta, 23/05).

Os postos que vendiam combustíveis mais barato logo ficaram desabastecidos e sobrou o posto Athenas que, no desespero dos motoristas num cenário de desabastecimento geral, não tiveram outra opção a não ser enfrentar a fila do posto Athenas. Sabem qual o preço da gasolina que o Athenas estava vendendo hoje (quinta, 23/05)? A R$ 4,69, isto é, o posto aproveitou a ocasião para faturar numa situação delicada que é o desabastecimento generalizado no país.

Posto Shark, do centro de Biguaçu, vendia a gasolina a R$ 3,99 o litro e não mudou o preço até acabar o estoque. (Foto JBFoco)

Isso é crime? A priori, não, mas uma deslealdade. Vale lembrar que o posto Shark, situado no final da rua João Born, centro de Biguaçu, próximo à ponte da BR-101 sobre o rio que dá nome à cidade, não aumentou seus preços. O litro da gasolina que eles estavam comercializando era R$ 3,99 e ficou assim até que acabar o estoque.

VIDEO

 

AVISO

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.

bit.ly/WhatsJBFoco

 

Publicidade