Publicidade

Os vereadores Salete (PR), Marconi Kirch (DEM) e Ângelo Ramos (PSD) foram candidatos a deputado estadual e tiveram votação expressiva em Biguaçu. Obtiveram 4355, 2642  e 2232 votos respetivamente.

Não foram recordistas de votos na cidade, mas botaram a cara para bater e não fizeram feio. Todos os 3 podem pleitear voos maiores em 2020 para não tentarem a vereança novamente.

Marconi já diz textualmente que não será candidato a vereador e que almeja a majoritária na próxima eleição municipal. Ângelo quer fazer parte do xadrez político majoritário de 2020 e Salete anda conforme a onda do interesse pessoal.

Tudo é muito precoce mas não existe nenhum bam bam bam na cidade que possa impor alguma coisa. Todos (situação e oposição) vão brigar de igual para igual numa disputa municipal sem governador por trás.

 

EFEITO BOLSONARO

Santa Catarina foi o estado que deu mais voto ao Bolsonaro proporcionalmente. O futuro governador será o comandante Moisés (PSL) por causa da onda do presidenciável campeão de votos.

Se em 2 anos, quando tiver as eleições da cidade, Bolsanoro não tiver queimado o filme,  a onda anticorrupção continuará. Esse negócio de político ladrão que não justifica o patrimônio particular vai ter o mesmo efeito contrário que está tendo hoje e quem estiver grudado com propineiro e corrupto vai levar um tabefe do eleitor.

Essa onda Bolsonaro vai atingir os municípios e mudar muita coisa errada que insiste em perpetuar principalmente embaixo de nossos narizes.

Décio Baixo Alves
E-mail: decio@jbfoco.com.br

AVISO

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.
bit.ly/WhatsJBFoco

Publicidade