Publicidade

O ano era 1962. Dona Maria Vanda Garcia Pereira era uma jovem de apenas 17 anos de idade quando perdeu o contato com suas irmãs mais velhas, Doraci e Terezinha, que tinham 28 e 26 anos respectivamente.

Na época, não havia sequer uma vírgula de internet. Os pais delas mudaram-se para o Paraná e a filha mais nova, Maria, foi com eles. Como as duas irmãs mais velhas já eram casadas, acabaram ficando em Santa Catarina.

Até aí, nada demais. O problema foi o que aconteceu depois. Maria conheceu um rapaz e apaixonou-se. Acabou casando e mudando-se para a Bahia. E depois o endereço para o pais.

As irmãs mais velhas tentaram contato enviando cartas (o “e-mail” da época), mas não chegavam e, bastou uma mudança de endereço para nunca mais terem contato. E assim 56 anos se passaram.

Irmãs reencontram-se após quase seis décadas de separação. (Foto Divulgação)

2018

Hoje vivemos os tempos da internet. Se quisermos encontrar alguém, um ex-colega de sala de aula, um grande amigo de outro estado, alguém que mora no exterior, basta acessar o Facebook e buscar informações.

E foi através da internet, numa pesquisa, que as irmãs de Maria vieram a descobrir seu paradeiro numa cidade baiana chamada Carinhanha.

Foi num site judiciário. Maria e seu esposo tinham entrado com um pedido de guarda da nota, pois a filha do casal infelizmente havia falecido, e eles queriam a guarda da menina.

A história é meio longa, mas, encurtando-a, em 9 de março deste ano, isto é, 56 anos depois, eis que Doraci, a irmã que mora em Santa Catarina, teve o primeiro contato com Maria pelo telefone.

E agora elas tiraram o primeiro encontro pessoalmente no último domingo (16/12). Maria viajou a Santa Catarina.

Os pais dela já são falecidos e dos outros seis irmãos espalhados pelo Brasil, dois também já morreram.

Doraci Garcia, hoje com 84 anos, mora em Águas Mornas, e Terezinha Garcia, 82, reside em Palhoça. A irmã Maria Vanda Garcia Pereira tem hoje 73 anos de idade.

E o reencontro delas foi acompanhado por 100 pessoas da família, entre filhos, primos, genros, noras, namorados/as etc.

As fotos aqui foram tiradas na rodoviária Rita Maria, em Florianópolis, onde as três irmãs finalmente se encontram.

Maria reencontrou-se também com dois irmãos, um que mora em Palhoça e outro no Paraná.

Agora o lema é não perder contato. Mas isso agora é de uma facilidade impressionante. Basta apenas abrir uma página no Facebook e um grupo de WhatsApp.

Menores de 35 anos de idade não fazem ideia de como era o mundo antes da internet. E isso explica como uma família perdeu o contato por 56 longos anos.

 

Maria, Terezinha e Doraci Pereira. (Foto Divulgação)

É muito FÁCIL receber notícias gratuitamente e concorrer a uma bicicleta!

JBFoco

#jbfocowhattsapp

  1. Envie uma mensagem no whattsapp para o número (48) 9-8484-7539 com a palavra OK!

  2. Além de receber notícias GRATUITAMENTE, você concorrerá a uma bicicleta.

Prêmio a ser sorteado: Bicicleta Aro 26 Beach 18V

Sorteio: Dia 05.03.2019 ( 05 de março de 2019)

Quem já recebe as reportagens pelo whattsapp está concorrendo automaticamente.

 

Publicidade