Certa vez estava entrevistando um senhor idoso de Governador Celso Ramos a respeito de qual era a comida dos antigos moradores do interior de Biguaçu no começo do século XX. Buscava informações para uma pesquisa histórica.

– O antigos comiam macaco, contou-me o informante.

– Macaco? Que interessante. Como era o sabor? O senhor já comeu macaco?, indaguei-o.

– Não. Nunca. Isso era comida de matuto porco que gostava de comer nojeira. Ora, onde já se viu! E eu tenho cara de comer macaco, meu filho?!, respondeu-me o senhor com o ar meio arrenegado.

Curioso, fui questionando-o sobre aquela informação interessantíssima. Afinal, já havia lido a respeito de hábitos alimentares dos índios que os colonizadores portugueses incorporaram. Os índios comiam macaco. Muitos portugueses que chegaram ao Brasil juntaram-se com as índias e dessas uniões nasceram mestiços conhecidos por “caboclos” (‘gente do mato’, em tupi-guarani). O povo brasileiro descende em boa parte parte desses mestiços (não esquecendo dos negros. Mas isso é outra história).

Os caboclos e colonos brancos que tiveram contato com eles, como os portugueses açorianos que chegaram a Santa Catarina no século XVIII, incorporaram o hábito indígena de comer macaco, inclusive, às vezes, acompanhado de “pirão d’água” (do tupi, ‘pirá”(peixe) + uí (farinha de mandioca)= pirá’ui=pirão).

Com a devastação das florestas, o hábito de se comer macaco desapareceu ao mesmo tempo que esses bichos tornaram-se cada vez mais raros e os hábitos alimentares dos brasileiros foram mudando.

Foi então que meu entrevistado disse que até no começo deste século, ainda se podia encontrar algum colono do interior de Biguaçu e Governador Celso Ramos que apreciava caçar e comer macaco.

– E como é que o pessoal comia macaco? Frito? Grelhado?, perguntei.

– Não. Ensopado.

– Ensopado?

– Sim. Eles cortavam a cabeça do macaco e jogavam na sopa para engrossar o caldo, observou.

– E era gostoso?, indaguei.

– Se era gostoso? Meu Deus do Céu! Era uma delícia.

 

Ozias Alves Jr

E-mail: ozias@jbfoco.com.br

 

Assado de macaco. (Foto Reprodução You Tube)

 

Vídeo do You Tube do cidadão fazendo um sopão de cabeça de macaco, tal descrito por um gancheiro do registro aqui. (Foto Reprodução You Tube)

 

https://chat.whatsapp.com/CwLeRbK861A1Ks6fButk29

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.