Publicidade

Esse colunista recebeu uma carta aberta referente ao novo processo seletivo que a prefeitura de Biguaçu está fazendo. Pelo jeito o governo Ramon trata o professor de educação especial de cuidador ou babá. Abaixo a carta:

No último dia 09 de abril de 2019 a Prefeitura Municipal de Biguaçu, juntamente com a Secretaria da Educação lançaram o EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 001/2019 – EDUCAÇÃO, com a banca da Faepesul. É referente a vários cargos e níveis. Um desses cargos que chamamos a atenção é  para  o  de SEGUNDO PROFESSOR DE TURMA, o qual  refere-se  ao  então chamado PROFESSOR III DE EDUCAÇÃO ESPECIAL – COM REGÊNCIA.

Deste  modo,  ao alterar a nomenclatura para  SEGUNDO PROFESSOR DE TURMA,  foi também  alterado  requisitos e  atribuições  do cargo. Dentre os requisitos, exige-se HABILITAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL. E entre as atribuições, interpreta-se  que  o SEGUNDO PROFESSOR DE TURMA,  terá  função de co-reger a  turma, do mesmo modo que  ACOMPANHARÁ O PROCESSO DE APRENDIZAGEM  dos alunos  com deficiência, mas  terá   retirado , depois de anos de luta, o direito a receber   REGÊNCIA. 

Além disso, o “novo “processo tem uma taxa de inscrição de R$ 100,00. Um absurdo para nós professores, que fizemos uma prova a menos de 6 meses. Estão brincando com os nossos direitos!

Diante do exposto, viemos por meio dessa carta aberta, lutar por nossos direitos e  também  por  nossos educandos, que  na história  da Educação Especial no Brasil, já passaram por  tantas situações retrógradas , como esta que a  Secretaria da Educação – SEMED , juntamente  com a Prefeitura  do município nos  apresentaram. E nos  trouxeram a  fazer essas indagações  aos  os órgãos municipais, nossos representantes, vereadores e secretários.

A Educação Especial é uma PROFISSÃO!!Exigimos respeito, não somos CUIDADORES e  muito menos BABÁS!” (Décio Baixo Alves)

 

https://chat.whatsapp.com/CwLeRbK861A1Ks6fButk29

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade