Publicidade

O discurso da situação em querer eleger um sucessor de Ramon como prefeito de Biguaçu ano que vem é para não deixar a prefeitura em mãos erradas.

Pode até ser, mas deixar a prefeitura na mão do Ramon foi deixar nas mãos certas? Olha só como a cidade está. Faltam remédios nos postos de Saúde, ruas esburacadas por todos os lados, faltam vagas em creche e a prefeitura está abarrotada de gente por causa dos empregos políticos.

Recentemente foram criados 80 cargos para estagiários só para dar emprego para indicação de vereador que mama no governo.

Licitações vergonhosas com valores incríveis (é só reler edições passadas desse jornal que vão relembrar das super licitações do cafezinho, banheiro químico, uniformes, marmitas e por aí vai).

Ramon não faz a reforma administrativa e torrou junto com sua irmã milhões em publicidade. Pelo jeito esse negócio de deixar em mão erradas é deixar na mão dos outros.

LAGOSTA E 196 MIL REAIS POR MÊS

A licitação encomendada pelo Supremo Tribunal Federal de mais de 1,13 milhão de reais para compra de lagosta e vinho com premiação envergonha a nação brasileira. Num país onde muita gente passa fome esse cardápio para esses ministros fazem lembrar os banquetes dos reis na época da revolução francesa.

Naquela época o povo não tinha nem pão para comer enquanto a burguesia engordava com comidas exóticas e caras. Aquela gente acabou sem cabeça na guilhotina. Aqui no Brasil esse escândalo é permitido. E Em Santa Catarina a manutenção do palácio da agronômica, residência oficial do governador do estado gasta 196 mil reais por mês em serviços de copa, garçom, jardinagem, cozinha e zeladoria. Isso é mais um tapa na cara do povo de um estado que ainda tem gente miserável passando fome. (Décio Baixo Alves).

https://chat.whatsapp.com/KGHnAVR0IDg76hT4dBMrAX

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade