Publicidade

As fotos que ilustram esta matéria foram tiradas na quarta-feira (08/05). Mostram o “lixão” de restos de materiais de construção no terreno ao lado da rua 7 de Setembro, próximo da rua com a rua João Rosa, início do bairro do mesmo nome, em Biguaçu.

Quantas vezes o JBFoco já publicou matérias sobre esse lixão? Há quantos anos temos chamado a atenção para a necessidade da secretaria municipal de obras de retirar esse depósito clandestino de materiais de construção?

O que chama a atenção é a total passividade da secretaria de obras. Nada faz. Não limpa, não multa, não tenta descobrir quem são os responsáveis por essa sujeira e, por outro lado, não apresenta alguma solução.

Por exemplo, se não consegue identificar quem são as pessoas que jogam entulhos nessa região ou se não tem sequer iniciativa de mandar colocar uma câmera (pública ou escondida) no poste em direção ao local só para flagrar o número da placa do(s) carro(s) que joga(m) lixo nessa região (informação fundamental para mandar a multa), que a secretaria de obras coloque aqueles compartimentos de “papa-entulhos” no local.

Sim, se o local é usado para descarte clandestino de entulhos, então coloque algum “papa-entulhos”. Certamente as pessoas vão descartar seus entulhos dentro do compartimento, não é?

Mas parece que a secretaria municipal de obras e serviços públicos sofre da total ineficiência. É como se não usa nem desocupa a moita. Não tem a mínima iniciativa- nem para fiscalizar nem para propor uma solução. Lamentável.

 

DESPEJO CLANDESTINO

O local em questão não é o único dentro do município de Biguaçu onde há descarte clandestino de entulhos. O problema é generalizado. Havendo terreno baldio, certamente alguém vai aparecer jogando entulhos. Por que isso?

Os caminhões de lixo não recolhem entulhos de materiais de construção. Por lei, cabe aos cidadãos contratarem empresas de aluguel de papa-entulhos.

Quando a quantidade de entulhos é muito elevada, o papa-entulhos vai a pena. No entanto, se os entulhos são poucos, o cidadão comum não vai querer desembolsar R$ 100,00 ou R$ 200,00 para que o papa-entulhos leve alguns quilos do que sobrou de uma pequena obra em casa.

A “solução” acaba sendo colocar os entulhos no porta-malas do carro, ir para o terreno baldio mais próximo e despejar na calada da noite.

 

MEDIOCRIDADE

A prefeitura de Biguaçu tem mais de 1.700 funcionários e o prefeito não designa um único funcionário para pesquisar quais empresas que reciclam restos de materiais de construção no estado de Santa Catarina, por exemplo.

Descobrindo quais são essas empresas, o funcionário poderia contatar com o objetivo de verificar a possibilidade de uma parceria.

Por exemplo, se a empresa poderia disponibilizar os papa-entulhos em pontos chave de Biguaçu para que a população deposite ali os restos de materiais de construção. E num dia da semana, esses papa-entulhos são recolhidos e assim a empresa de reciclagem teria matéria prima.

Se isso não for possível, que a prefeitura responsabiliza-se pelos papa-entulhos e doa ou até mesmo venda o material recolhido para a empresa de reciclagem.

Enfim, a ideia é simples: é preciso descobrir uma solução prática, simples e SUSTENTÁVEL para resolver o problema dos terrenos baldios repletos de restos de materiais de construção.

Mas a mediocridade reina na prefeitura de Biguaçu. É o famoso cruzar braços. Ninguém dá a mínima.

Bom! O prefeito, seus secretários e os funcionários recebem os salários no final do mês. Para que trabalhar para resolver problemas urbanos? Para que bater cabeça, telefonar, contatar, reunir-se, buscar soluções? Se trabalhar ou não, o salário é depositado no final do mês, não é?

Entulhos são jogados na rua 7 de Setembro, Praia João Rosa. (Foto JBFoco)

Lixo na rua 7 de Setembro, Praia João Rosa. (Foto JBFoco)
Problema vem arrastando há anos. Lixo na rua 7 de Setembro, Praia João Rosa. (Foto JBFoco)
Região também é usada para descarte de eletrodomésticos. Lixo na rua 7 de Setembro, Praia João Rosa. (Foto JBFoco)
Secretaria de obras não toma a mínima iniciativa para tentar resolver o problema. Lixo na rua 7 de Setembro, Praia João Rosa. (Foto JBFoco)

 

https://chat.whatsapp.com/KGHnAVR0IDg76hT4dBMrAX

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

 

Publicidade