Publicidade

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) não tem estatísticas sobre vítimas do cerol em Santa Catarina.

A NSC divulgou uma reportagem sobre acidentes envolvendo cerol. É mais comum do que se imagina.

É verdade que na maioria dos acidentes não há mortes como a que ocorreu no último sábado (20/07) quando a publicitária Josiane Marques, 34, foi atingida no pescoço quando passava de moto na Via Expressa.

O fato é que não há fiscalização alguma. A garotada solta pipa com cerol à vontade e não acontece nada. Nem sequer apreensão desses menores para os pais buscarem na delegacia ou no conselho tutelar, ocasião em que pagariam multa e assinariam um termo de responsabilidade para não haver reincidência.

O Brasil é a terra do jeitinho e do empurrar com a barriga.

 

Josiane Marques tragédia que está levando o estado a discutir a necessidade da fiscalização do cerol. (Foto Divulgação)

 

https://chat.whatsapp.com/FPjwOITgOdo9LQnZAJprNs

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade