Publicidade

Com um dos principais pátios industriais do Brasil e o terceiro maior mercado de gás natural veicular (GNV) do país, Santa Catarina fechou o primeiro trimestre de 2019 ultrapassando o volume de consumo histórico de 10 bilhões de metros cúbicos de gás natural considerando todos os segmentos de mercado. O volume, alcançado em março, é sem dúvida um dos aspectos para o crescimento econômico apresentado pelo estado. Formou-se um ciclo virtuoso – o elevado consumo do energético é impulsionado pelas tarifas mais competitivas do país, o que se reflete na melhor competitividade do setor produtivo catarinense.

Por sua vez, isso implica no crescimento que a SCGÁS tem registrado em 2019, com média mensal superior a 2% no volume de gás natural distribuído na comparação com 2018. O último ano terminou com aumento de 8% no índice de vendas do insumo, acima da média nacional, e a expectativa é que os resultados positivos registrados no primeiro semestre continuem até dezembro.

E em pleno período de mudanças na companhia, que concluiu a segunda etapa da Chamada Pública para aquisição de gás natural, com a seleção dos novos supridores em substituição à Petrobras, que tinha o monopólio do fornecimento. O momento é dos mais importantes para a indústria do gás natural do Brasil, justamente por permitir a entrada de novos grupos de expressão no setor.

A próxima etapa, de negociações, será realizada de forma individual por cada uma das distribuidoras com os respectivos proponentes selecionados, uma vez que os contratos vão se basear nas necessidades de cada mercado atendido pelas companhias estaduais.

Chamada Pública

Composta pelas empresas Companhia Paranaense de Gás (Compagás) , Gas Brasiliano (concessionária do Norte de São Paulo), Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul (MSGÁS), Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS) e Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás), a Chamada Pública Coordenada, com volume total de aquisição de aproximadamente 10 milhões de m3/dia, visa encontrar novos ofertantes considerando os términos dos atuais contratos.

Com o início do suprimento previsto para o ano de 2020, a iniciativa foi tomada após a elaboração de estudos específicos que indicaram a oportunidade de formatação conjunta de um edital e termo de referência para este fim. Juntas, as cinco distribuidoras atendem mais de 134 mil consumidores de gás natural e possuem mais de 4,4 mil quilômetros de redes de distribuição em 161 municípios.

A primeira etapa da Chamada Pública recebeu 51 propostas de 15 empresas supridoras diferentes.

 

 

Andréa Leonora

Editora Coluna Pelo Estado
JP047SC

 

JBFoco Online – Segunda-feira (19/08/19)

 

https://chat.whatsapp.com/CwLeRbK861A1Ks6fButk29

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

 

Publicidade