Publicidade

Caros (as) leitores (as), o munícipe de Biguaçu e Jornalista Fernando Henrique da Silveira, esteve presente na Audiência Pública realizada no Sindicato dos trabalhadores Rurais, na noite de quinta-feira (10/10), no bairro Vendaval, município de Biguaçu/SC.

Sem entrar de forma mais detalhada no mérito do assunto, até porque entendo que sendo Biguaçu uma cidade limítrofe com Governador Celso Ramos, fazendo parte da mesma Comarca, a isenção deveria ser amplamente debatida pela população de Biguaçu e Antônio Carlos, especialmente quando do início das tramitações do projeto no município de Governador Celso Ramos, momento mais apropriado para tentar reverter o que está para ser implementado nos próximos dias.

Sabemos que encaminhamentos foram feitos pelas Câmaras Legislativas de Biguaçu e Antonio Carlos, para tentar evitar a cobrança, ocorre que foram insufientes para reverter à posição do municípo de Governador Celso Ramos.

Na verdade, o principal motivo da coluna de hoje diz respeito à necessidade da população ter um maior engajamento nos projetos que tramitam nas casas legislativas, participando ativamente das questões que envolvem os seus municípios.

O colunista que já teve oportunidade de estar presente nas sessões de alguns municípios de Santa Catarina, percebeu o baixíssimo número de moradores que acompanham as sessões nas câmaras legislativas, o que infelizmente não possibilita uma fiscalização mais permanente e atuante em relação aos trabalhos realizados pelos vereadores e seus assessores.

A população precisa cobrar mais dos seus representantes, cobrando projetos de maior qualidade e de real efeito social e econômico para os municípios, pois o custo com a manutenção das casas legislativas, apesar de ser de grande importância, sabidamente é muito alto para a população.

Muitos legisladores pelo país afora, se limitam a apresentar projetos de pequeno impacto para a economia do município (o que não deixam de ser também importantes), como denominação de ruas, honrarias a pessoas ilustres, dentre outros.

Com a participação popular, os legisladores irão debater melhor os projetos, irão ter maior preocupação com o bem público, além de que a fiscalização será melhor exercida, o que proporcionará uma economia para os cofres públicos e melhorias para as cidades.

População, vamos participar !

Jornalista Fernando Henrique da Silveira, pede a palavra e dá a sua opinião sobre o assunto (Foto Divulgação)
Muitos amigos comprometidos com os assuntos relacionados à Biguaçu, estiveram presentes na Audiência Pública (Foto Divulgação)
O número de munícipes deveria ser bem maior (Foto Divulgação)

 

(*) Fernando Henrique da Silveira é Jornalista (MIT nº 6646/SC), Funcionário Público Estadual a mais de 24 anos, ocupa a cadeira nº 21 da Academia de Letras de Biguaçu, Conselheiro Titular do Conselho Estadual de Entorpecentes – CONEN/SC, Advogado, Conselheiro Titular da OAB/SC – Subseção de Biguaçu, Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais, Vice-Presidente da Comissão de Moralidade Pública da OAB/SC – Subseção de Biguaçu, indicado da OAB/SC – Subseção de Biguaçu para compor o Conselho Municipal Antidrogas de Biguaçu. Colunista diário do Jornal Biguaçu em Foco.

 

e-mail: fernandohsilveira@hotmail.com

 

Contatos: 48-984578842 (WhatsApp) e 48-999953848.

Publicidade