Publicidade

BOM DIA

Adriana Savi. (Foto Divulgação)

Nosso bom dia desta quinta-feira, vai para à  mulher, menina, mãe, musa para muitos, modelo, e empreendedora, Adriana Savi. Neste pequeno espaço de grandes e talentosas pessoas, presto minha homenagem à esta pessoa extremamente querida, cheia de energia, brilhante e que tem muito para acrescentar a humanidade. Ela se descreve assim: ” Empresária da Adri joias 💎

Apresentadora

E também pré candidata há vereadora de São José.

Nome de batismo Adriana Fernanda Savi Fernandes hoje com 4.0 anos,

nasci em São Paulo,SP e vim morar em Santa Catarina com 5 anos ,aonde cresci e sempre tive relacionada com pessoas , na igreja católica fiz catequese, crisma tive no grupo de jovens por anos sempre tendo um círculo de amizades até os dias atuais .

Cursei  a faculdade de direito e marketing na unisul .

Com 27 anos fui para cidade maravilhosa ,morei por 12 anos no Rio de Janeiro, em Ipanema aonde tinha minha empresa de joias folheadas e vendia para o Rio  barra , Niterói ,centro,Madureira ,Caxias,Campo Grande enfim o estado do Rio de Janeiro.

Retornei à Santa Catarina há 2 anos, depois de separar de casamento de 9 anos.

Recomeçando do zero a vida ,muita força e garra muitos desafios .

Hoje atendo uma cooperativa de loja de 10 reais Legitma super 10 ,abastecendo mais 220 lojas por todo o Brasil 🇧🇷 .

Em breve encontrará o site adri joias 💎

A minha história na comunicação começou desde de pequena me chamaram varias vezes no SBT e também na

Fátima Bernardes por 3 vezes no Rio para participações ,também o Fernando Torquato maquiador para me maquiar canal gnt .

E aqui na unisul para fazer propaganda da faculdade ,mais por varias recusas resolvi aceitar os convites então comecei a apresentar .

No ano passado participei das gravações do Teleton no SBT para ajudar as crianças da AACD .

Afinal viemos neste mundo para aprender e ajudar uns aos outros…

Em 2018 na primer tv no programa show da tarde , depois em 2019 Tv pedra branca Apresentava o programa Café com Alber era uma das apresentadoras é agora  novo projeto um programa empresarial na tv bandeirantes Band programa panorama SC com o foco apresentar o mundo empresarial

Entrevista, aniversário de cidade o foco mostrar o lado empresarial de SC e suas belezas .

Ja conheci China e Alemanha este irei a Portugal e Chile e Uruguai muitos projetos para o futuro. Minha amiga linda, desejo de coração todo o sucesso que você merece, e lembre-se do que pedi para você anotar sobre seu futuro. Beijos!

 

 

CHATBOTS

 

 

Por Yuri Fiaschi

 

Os chatbots representam uma grande evolução na relação entre pessoas, marcas e tecnologia. Essa tecnologia já está presente em setores da economia como call centers, instituições financeiras, redes sociais e fintechs, de modo a integrar processos de automação, machine learning e inteligência artificial. A constante utilização dessa ferramenta faz com que o processo de atendimento seja personalizado, com respostas direcionadas a diversas áreas e finalidades.

 

Atualmente, várias empresas utilizam bots em mensagens (SMS/aplicativos de mensageria) e voz. Estamos em uma época de consolidação, em que os mais rápidos e melhores ficarão na frente, e os demais deixarão a cena. Em um exemplo maior, temos as assistentes de voz como Siri, Alexa e Cortana — esta última, aliás, está deixando a cena para começar a integrar as demais. Os bots seguirão o mesmo caminho, por isso o desenvolvimento da inteligência é tão importante, com mais integração. Ao pensarmos no futuro, a aplicabilidade dos bots fica focada no atendimento ao cliente, seu grande potencial e diferencial.

 

O futuro dos chatbots integrado com outras inteligências em nosso cotidiano está cada vez mais próxima da realidade. Por exemplo, um técnico pode tocar a campainha de sua casa para consertar a geladeira, e você nem sabia que havia um problema, ou um cliente pode receber proposta de um banco para um novo serviço e fechar o negócio. O fato é atribuído por conta de a média de interação crescer mais de 200% quando os bots são integrados a ofertas de produtos e atendimento ao consumidor.

 

Os setores da economia que já utilizam os bots incluem call center, instituições financeiras, gerenciamento de redes sociais e fintechs. Nesses casos, o uso de chatbots potencializa o atendimento, fazendo com que os colaboradores se concentrem mais em problemas complexos, que dependem da capacidade humana para ser resolvidos. Por exemplo, os bots podem ser usados para checar o saldo em sua conta no fim do mês, mas, ainda assim, os clientes gostariam de ser atendidos por um humano para lidar com situações como cartões clonados. No primeiro caso, o pedido do cliente pode ser facilmente resolvido pelo robô. No segundo, a empatia e a aproximação com um atendente pode transmitir segurança maior para um cliente que se descobriu vítima de fraude.

 

A grande questão do momento é como os bots conseguem acessar as informações e por onde. Existem divergências entre diversas áreas, e um tema cada vez mais importante é a segurança dos dados. Com isso, cada empresa deve medir seus riscos e ver até onde permitirá que os dados sejam acessados em suas data bases. Isso demanda não só protocolos mais robustos como também segurança e conexões rápidas, dentro e fora dos data centers, ainda mais em tempos em que os cidadãos se preocupam cada vez mais com sua privacidade e com os dados aos quais as corporações têm acesso.

 

No âmbito nacional, o Brasil é um early adopter dos chatbots. Assim, todos os mercados olham para nós com atenção para aprender com o que está sendo feito. O mercado de tecnologia brasileiro, na área de banking, é um dos mais avançados do mundo, por exemplo. Quando falamos de ideias e desenvolvimento, o mercado americano sempre é um benchmark, mas em termos de adoção o Brasil é modelo.

 

Yuri Fiaschi, é head das Américas da Infobip, empresa croata que opera uma das maiores plataformas omnichannel do mundo.

 

 

 

ESTOU

 

 

Apostando no River Plate como novo campeão da Libertadores.

 

 

 

TEMPLATE DE E-MAIL

 

 

Thiago Limão Catino

 

Seguramente, você já se questionou se o template de seu e-mail está adequado ou de acordo com as melhores práticas do email marketing. “Ah, mas será que tem muita imagem e pouco texto?”, “Será que se colocar a palavra desconto no HTML, os provedores me classificarão como Spam?”, “Essa linha de assunto segue as melhores práticas?”. Essas são perguntas comuns e, considerando que o tempo dos leitores está cada vez mais escasso e as caixas de entrada têm se tornado verdadeiros campos de batalha, fazem todo sentido.

 

É extremamente importante entender o contexto atual do email marketing para não se amarrar em detalhes ou “boas práticas” que outrora fizeram sentido, mas já não são tão relevantes nos processo de filtragem dos provedores.

 

Vivemos a chamada “Era da Confiança”. Nessa fase do email marketing, para atingir bons resultados e boas taxas de entregabilidade, é necessário garantir boa reputação de IP e de domínio, boas métricas de engajamento de seus assinantes com suas mensagens, lista limpa e livre de e-mails inválidos ou Spam Traps e, claro, bom conteúdo na peça a ser enviada. Nota-se que, a complexidade dos filtros dos provedores de e-mail é enorme e, o conteúdo da peça por si só deixou de ser o mais importante, dando lugar à qualidade do seu programa de email marketing como um todo, determinada pela saúde de sua lista e métricas de engajamento de seus assinantes com suas mensagens. Já na “Era do Conteúdo”, sim, o criativo da peça era o ponto chave no sucesso da entregabildiade.

 

A “Era do Conteúdo” (1999 e 2002), período em que as análises dos provedores de e-mail eram focadas, majoritariamente, no vocabulário e palavras utilizadas em suas peças, começaram a gerar uma grande quantidade de falsos positivos. Será que só por que a linha de assunto da minha peça é “Viagra com Desconto”, ela é, necessariamente, uma mensagem Spam? E os compradores de Viagra que queriam receber essa promoção em seu Inbox?

 

Além disso, quando os Spammer perceberam que os provedores focavam suas análises nas palavras das peças começaram a converter o texto de seus e-mails, transformando-o em imagens. Os provedores responderam e, a princípio, passaram a bloquear e-mails com grandes quantidades de imagens. Aqui surge aquela velha história do “60% texto e 40% imagem”. Mas isso já não é mais regra de ouro. Os tempos evoluíram, a tecnologia avançou e hoje, alguns provedores, como Gmail, por exemplo, já conseguem ler imagens.

 

Apesar de toda a evolução, ainda é importante focar esforços no criativo do email marketing, pois ele será o responsável pela experiência do assinante com aquela comunicação. Por isso, a partir de agora, falaremos sobre alguns elementos presentes em toda peça de e-mail que, muitas vezes, não recebem a devida atenção. No cenário atual, onde o mais importante é ganhar a atenção do assinante e entregar uma boa experiência esses são os elementos chaves para rascunhar um bom template de e-mail: a linha de assunto, o preview text (pre-header) e preview pane.

 

A linha de assunto é, obviamente, o ponto principal. Vocês já notaram a quantidade de mensagens que recebemos diariamente? Como ganhar a atenção do usuário nesse campo de batalha? Além da relevância da mensagem, claro, a resposta é: gaste tempo encontrando a linha de assunto perfeita!

 

Uma pesquisa recente da Litmus aponta que 34% dos usuários de e-mail decidem se vão ou não abrir uma mensagem baseados nas linhas de assunto das mesmas. É importante entender que o objetivo principal da linha de assunto é informar ao assinante o conteúdo da mensagem, mas sem entregar a ideia completa do que ele verá abrindo a peça. Um outro estudo mostra que, em 2018, as linhas de assunto com melhores taxas de abertura foram, em ordem decrescente:

 

  • Linhas de assunto engraçadas;
  • Linhas de assunto chocantes e controversas (Everyone is gay, Why your 5-years-old is more digital than most CMOs…);
  • Linhas de assunto com palavras únicas;
  • Linhas de assunto com números e listas (7 most annying, 10 jaw dropping…);
  • Linhas de assunto personalizadas com nomes ou dados dos usuários.

 

Agora, aqui vão algumas dicas práticas de como otimizar sua linha de assunto:

 

  • Embora o tamanho do Subject não tenha impacto direto nas taxas de abertura, o ideal é mantê-lo em até 30 caracteres, visto que muitos dispositivos móveis só suportam essa quantidade. Desktops suportam, em sua maioria, até 60 caracteres;
  • Seja criativo, mas mantenha o tom de comunicação de sua marca;
  • Palavras e “calls-to-action” devem vir no início de suas linhas de assunto;
  • Teste! O que funciona para outros players pode não funcionar para você, e vice-versa.

 

Finalizada a linha de assunto, o segundo elemento “sub-utilizado” a se pensar é o Preview Text, por vezes chamado de Pre-header.

 

O Pre-header é uma linha de texto que aparece ao lado (ou embaixo) da linha de assunto, explicando ao usuário o conteúdo da mensagem. A ideia ao se implementar o preview text, foi facilitar a seleção do usuário de quais mensagens abrir. Aqui, diferente do Subject, já podemos entregar a ideia completa da peça ao usuário.

 

A mesma pesquisa da Litmus mostrou que esse também é um elemento de grande impacto na decisão de abrir ou não a mensagem: 24% dos assinantes decidem se abrirão ou não a mensagem baseado no pre-header da mesma.

 

Um ponto importante é que, caso você não coloque um pre-header personalizado em suas mensagens, alguns provedores irão mostrar a primeira linha de texto encontrada na mensagem. Isso, por vezes, pode ser ruim e demonstrar falta de cuidado e profissionalismo, principalmente quando o pre-header é substituído por textos do tipo: “Por favor, habilite as imagens”, “Caso não esteja vendo essa mensagem, veja aqui na versão web”, “Ver online” ou “Descadastre-se”.

 

 

Também lhes daremos algumas dicas práticas sobre o pre-header. Aqui vão elas:

 

  • Mantenha o pre-header entre 100 e 110 caracteres. Esse é o valor máximo de caracteres suportado pelo Gmail;
  • Inclua calls to actions no pre-header (clique aqui e veja, descubra…);
  • Teste a utilização de emojis. Estudo da MailUp mostrou melhora de 0,8% nas taxas de abertura em pre headers contendo emoji;
  • Não repita a linha de assunto;
  • Não inclua opção de unsubscribe;

Falaremos agora do terceiro e último elemento dentre os “elementos sub-utilizados” que têm alto impacto no sucesso de suas métricas: o Preview Pane.

 

Até aqui, abordando linha de assunto e pre-header, estamos tratando de elementos cuja ideia é ganhar a atenção do usuário para que ele ao menos cogite abrir a sua peça. Só assim você terá a chance de enviar-lhe uma mensagem. Já o Preview Pane tem por intuito garantir que, após aberta a mensagem, o usuário obtenha as informações mais relevantes nos primeiros três segundos de visualização da peça, para que siga para o próximo passo da cadeia, seja ele clique ou scroll.

 

O preview pane é, basicamente, a parte superior de seu e-mail, que fica visível acima da dobra antes de ter que rolar para baixo a barra para visualizar o restante do e-mail.

 

 

 

 

Tamanha sua importância, ele é conhecido como “Quadrante Dourado”. É nele que você tem a chance de mostrar ao usuário que aquela peça vale a pena ser lida e mostrar ao usuário que você tem uma informação, uma oferta ou um convite relevante. Por isso, sempre inclua as informações mais relevantes aqui. Comandos e calls-to-action também devem ser posicionados nessa parte da peça.

 

Esse é um elemento que vem se tornando cada vez mais relevante e, hoje, já é oferecido por todos os maiores provedores: Gmail, Yahoo e Microsoft (Reading Pane). Os números mostram que mais de 50% dos leitores veem o Preview Pane como primeiro elemento da peça.

 

Outras dicas práticas para seu Preview Pane são:

 

  • Sempre inclua seu logo no Preview Pane. Garantir identidade visual aqui é extremamente importante. Assim o usuário conseguirá associar a mensagem à sua marca;
  • Inclua ofertas e conteúdos importantes. Como já falado, esse é o “Quadrante Dourado”, a parte mais valiosa dentro de uma peça de e-mail. Por isso tudo que for relevante e associado ao processo de conversão deve constar aqui;
  • Inclua uma tabela de conteúdo;
  • Inclua calls to action;
  • Evite imagens pesadas;
  • Evite ads.

 

Resumindo: o criativo de sua mensagem, hoje, tem mais impacto indireto do que impacto direto em suas taxas de entregabilidade. Ele continua, sim, sendo importante, pois é responsável pela experiência que os assinantes terão com suas peças.

 

Garantindo que, os três elementos discutidos neste artigo estejam bem feitos, as chances de sucesso de sua peça serão grandes.

 

Use e abuse de nossas dicas e…. teste! Teste é o segredo para o sucesso de qualquer programa de e-mail!

 

(*) Thiago Limão Catino é gerente Técnico de Contas para a América Latina da Validty

 

 

DICA

 

 

Ler bons livros. Torne a leitura, um hábito para seus dias. Comece com uma página, depois passe para capítulos. Descubra um mundo diferente. Se liberte de Globolixo, Foice de São Paulo, Veja, Réplica, Faustão, Comunistas Brasileiros da Noticia (CBN), e outras pragas nocivas para seu saber.

 

 

 

 

HOJE

 

 

É o dia da Semana do Desarmamento. Pergunto eu: Dos bandidos, ou dos cidadãos de bem? Por quem foi criada esta data?

 

 

$TF

 

Tem que ser cassado urgentemente. É o covil de muitos bandidos. Inclusive da Ministra que mandou à Assembleia do Rio de Janeiro soltar seus pares.

 

 

FRASE

 

 

” A voz do anjo sussurrou no meu ouvido…. Eu não duvido….Já escuto os teus sinais…. Que tu virias numa manhã de domingo… Eu te anuncio…. Nos sinais das catedrais….Tu vens, tu vens , eu já escuto os teus sinais.” Alceu Valença.

 

LEITURA

 

 

OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHERES – Stieg Larsson. Os homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas – passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada – o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou. Quase quarenta anos depois, o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular.

 

ABRAÇOS

 

Coluna Opinião Formada – Walter Lemos Filho – E-mail: walterlemos1961@gmail.com

 

Jornais em Foco – Quarta-feira (23/10/2019)

 

https://chat.whatsapp.com/KqM4tyur0hILhDrHAnFFBB

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade