Publicidade

Transcrevo: “A Unidade Básica de Saúde do bairro Canto dos Ganchos completou seu primeiro ano em atividade. A unidade era uma antiga reivindicação da comunidade e, quando inaugurada, em 2018, foi um marco para o município e trouxe oferta de serviços de saúde aos moradores do bairro. Se antes era preciso se deslocar a outras localidades para uma simples consulta, hoje a oferta de atendimento é realizada na própria unidade ou na residência do paciente. O resultado disso é a satisfação com os serviços de saúde do município.

De acordo com dados da UBS de Canto dos Ganchos, atualmente a unidade conta com 16 profissionais de saúde, como médicos, dentistas, agentes de saúde, enfermeiros, recepcionistas e demais profissionais. Essa equipe faz uma cobertura de aproximadamente 2,2 mil famílias, em atendimentos realizados diariamente na unidade e mensalmente com visitas a domicílios para pacientes que possuem algum tipo de restrição física ou psicológica. Para se ter uma ideia, no mês de agosto foram cerca 1577 atendimentos na UBS e uma média de 30 visitas familiares realizadas pela equipe de profissionais de saúde da unidade.

Esses números representam a demanda do bairro e o atendimento delas. Para a gerente da unidade, Suelen Sônia Pinheiro, por ser um bairro muito populoso, a região necessitava de uma unidade para garantir os serviços de saúde mais próximos dos cidadãos, que muitas vezes precisavam se deslocar para outros bairros do município. “Aqui tem bastante movimento, por isso o pessoal queria um posto de saúde aqui”, diz.

Com estrutura pronta e equipe formada, os moradores têm acesso a ações de promoção, prevenção e tratamento da saúde da família, procedimentos de baixa complexidade, coleta de exames laboratoriais, ter tratamento odontológico, receber medicação básica e ser encaminhado para atendimentos com especialistas.

 

 

 

O médico de Estratégia de Saúde da Família (ESF), Rafael de Souza Leonardo, que atende no posto desde a inauguração, explica que a ideia da UBS é estar próxima da população e resolver a maior parte dos problemas de saúde no próprio bairro, atuando preventivamente.

“A importância é facilitar o acesso da população a um tratamento adequado, sem [o paciente] ter que se deslocador, sem precisar ir para uma emergência médica hospitalar e sem precisar, a qualquer problema, se consultar com um especialista, pois muita coisa a gente consegue resolver aqui mesmo”, ressalta o médico Rafael.

 

FALA DOS MORADORES

Para a moradora do bairro Canto dos Ganchos, Ruth Carvalho Lopes, aposentada de 88 anos e cadeirante há três anos, a UBS aproximou a oferta de saúde aos que mais precisam. “Para o idoso o médico é bom, vem todo o mês visitar idosos”, disse a aposentada se referindo às visitas mensais. “Está uma beleza o posto de saúde aqui”, completa.

Maria José Lopes Bittencourt, funcionária pública e filha de Ruth, relata que a instalação da unidade de saúde no bairro foi boa para a comunidade que dependia de atendimento, muitas vezes realizado em outros bairros. “Pra gente é muito bom. Antes a gente dependia [de postos de outros bairros]. Era difícil, ainda mais para quem não tinha carro e dependia de ônibus. Aqui é muito bom, vamos até a pé”, comenta Maria José.

O pescador aposentado, Irineu Norberto Vaz Bittencourt, 82 anos, fala que ter uma unidade de saúde em Canto dos Ganchos trouxe facilidades. Ele explica que antes era necessário uma pequena viagem de até três quilômetros a outros bairros para uma consulta. “A gente tinha de ir de ônibus ou a pé. Quando chegava lá, já pegava a última ficha”, conta.

Depois que a UBS ficou pronta, as distâncias ficaram mais curtas e o Sr. Irineu pode consultar no próprio bairro. “Melhorou, o médico é bom, [a gente é] bem atendido. Mudou bastante. Se for uma coisa que vier que fez mudança, como o posto, que seja bem-vindo. Que venha mais”, relata o ex-pescador.

O posto também mudou a vida de Janícia Marques Bittencourt, aposentada de 77 anos e esposa de Irineu. Para a aposentada, o posto e as visitas domiciliares dos profissionais da saúde são uma “benção”. Ela não precisa mais se deslocar para outros bairros para fazer uma consulta ou medir a pressão, pois mensalmente a equipe de saúde é que vai a sua residência para fazer o atendimento.

“Para mim é uma benção de Deus ter um médico de vez em quando em casa. Quando eu preciso a gente vai no posto; quando vem, ele tira esse dia especial para os idosos”, diz Janícia.”

 

JBFoco Online – Quarta-feira (09/10/2019)

 

https://chat.whatsapp.com/FPjwOITgOdo9LQnZAJprNs

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade