Publicidade

BOM DIA

Rose Campos Martorano. (Foto Divulgação)Nosso bom dia desta segunda-feira, vai para a mulher e amiga cheia de estilo e charme, Rose Campos Martorano. Acompanhou o esposo Egidio Martorano em evento na Capital Federal. Brilharam e fizeram acontecer em festa impecável, no Congresso de Cirurgia Plástica de Brasília. Deixo aqui minha admiração e carinho à você, gente que faz acontecer.

FLAMENGO

Foi merecidamente campeão da Libertadores. Bolsonaro ja venceu o primeiro duelo contra o comunista corrupto que assumiu a Argentina.

14 BOLSAS DE ESTUDOS

O projeto – Bolsas de Estudos para Docentes da Rede Pública – foi idealizado pela Quality English. No Brasil, a Belta (Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio) está divulgando essas oportunidades para os docentes de inglês de centros de idioma brasileiros alocados nas escolas públicas. Anteriormente, no Japão, essas bolsas de cursos para professores com acomodação foram doadas pela Quality English e o retorno, após a conclusão dos intercâmbios, foi positivo tanto para as escolas, como para a carreira dos docentes beneficiados.

A Quality English (QE), que tem mais de 10 anos de experiência e reune escolas de nove países anglofalantes do mundo para desenvolver o intercambista, se preocupa em averiguar todas as unidades que são credenciadas a ela. Aspectos como: gestão acadêmica, qualidade do ensino, alojamento, enfim tudo o que envolve a estadia do aluno, são checados regularmente pela QE. Além da marca Quality English, a companhia tem uma outra franquia, a Quality Education que conta com universidades cadastradas em todo o mundo. Com a Quality é possível fazer intercâmbios para a Inglaterra, Canadá, Estados Unidos, Irlanda, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Malta e Chipre. No projeto de bolsas de estudos do Brasil, quatro dos países citados acima, serão destinos para o intercâmbio.

“After our mapping efforts we decided to grant scholarships directed to travelling to Ireland, England, South Africa and United States. Furthermore, our partners in those countries encouraged the idea of receiving Brazilian teachers working in the public sector, in order for them to have that experience abroad” Quality English CEO Jonathan Swindell explained.

Serão três bolsas de estudo para intercâmbio na Irlanda, sete para a Inglaterra, três para os Estados Unidos, e uma para a África do Sul.

A Belta, Associação de Agências de Intercâmbio, está atuando na divulgação do projeto no Brasil e está disponível para esclarecer mais sobre a ação da QE no país. Para se inscrever, o candidato(a) deve ser docente da rede pública e ensinar idiomas. As inscrições estão ocorrendo por meio do site: www.viajarmaisestudar.com.br

As inscrições vão até o dia 8 de Dezembro e a lista de ganhadores será disponibilizada dia 10 de Janeiro de 2020. Acesse para vê se você foi contemplado(a) na data!

Sobre a Belta

Criada há 27 anos, a Belta – Associação das Agências Brasileiras de Intercâmbio – tem como objetivo ampliar o mercado de educação internacional no país. Como única associação do setor e sem fins lucrativos tem como foco certificar com o Selo Belta agências confiáveis no setor de intercâmbio e viagens por meio de um processo cuidadoso de análise (saúde financeira e social das agências). Atualmente, as agências especializadas Selo Belta representam 75% do mercado de educação internacional, e a Belta reúne 14 associadas colaboradoras que são associações internacionais de instituições de ensino de idiomas e de ensino médio, universidades e redes de escolas internacionais, assim como prestadores de serviços afins ao segmento tanto do exterior como nacionais. A qualidade dessas empresas é atestada pelo Selo Belta, oferecendo credibilidade no Brasil e no Exterior.

IACC

Nos dias 26 e 27 de novembro (3ª e 4ª), acontece em São Paulo a 2ª edição do IACC – Fórum Nacional da Inteligência Aplicada para o Combate à Criminalidade, iniciativa das entidades de Polícia Judiciária: ADPESP, ADPF/SP, SINDPF/SP e SINDPESP. E, com o objetivo de aumentar a participação da mulher no segmento, as entidades irão lançar durante o evento o Movimento Mulheres na Segurança Pública. Entre os temas, serão abordados crimes cibernéticos e a proteção pública, por meio do Painel Segurança pública como direito fundamental, que debaterá a violência contra a mulher, principalmente nos meios digitais. De acordo com a ONG SaferNet, o número de denúncias de crimes na internet contra a mulher cresceu 1.640%, na comparação entre 2017 e 2018, passando de 961 casos para 16.717 denúncias.

A promotora de justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo, Gabriela Manssur, afirma que a violência contra a mulher é uma questão de ordem pública e que, portanto, deve fazer parte das políticas públicas voltadas à segurança. “Irei apresentar no Fórum IACC um panorama das conquistas atingidas até agora nessa questão e onde precisamos avançar, principalmente em relação aos crimes cibernéticos, com ênfase na violência na internet de forma geral e redes sociais, mostrando como esses meios podem contribuir de forma positiva e negativa quando se trata dos direitos fundamentais, como: liberdade, segurança e a vida da mulher, considerando que estas são as maiores vítimas desses meios”.

De acordo com a gerente do Instituto Avon, Mafoane Odara, que também palestrará sobre o tema, os índices de violência contra mulheres e meninas tem sido mais denunciadas, com ênfase para os casos cibernéticos e especialmente nas faixas mais jovens. Odara destaca os dados do estudo produzido pelo Instituto “A Voz das Redes: O que elas podem fazer pelo enfrentamento das violências contra as mulheres”, divulgado em 2018. O levantamento apontou aumento 26.000% nos casos de assédio virtual, no período analisado de 35 meses (01/2015 a 12/2017), onde 86% das mulheres recorreram ao anonimato (perfis falsos) para denunciar. “O comportamento e o perfil do agressor no ambiente virtual se repete na vida real e, sem dúvida, a internet vem sendo utilizada como forma de ameaça e intimidação das mulheres, mas observamos que também é uma ferramenta utilizada para ajudar”, disse.

“Trabalhar coletivamente faz parte do processo de coibir as diferentes formas de violências na sociedade. E a perspectiva quanto à minha participação no IACC é pensar como sociedade civil, governos, empresas e famílias podem trabalhar de forma colaborativa para que esse quadro atual de violência contra as mulheres possa se reverter. Nos 11 anos de trabalho do instituto, observamos que as mulheres têm denunciado mais as violências e procurado mais ajuda, cabe a nós melhorar o suporte para construir ambientes saudáveis e seguros para as mulheres e meninas. É importante reforçar que a segurança pública é um direito fundamental. N não estamos falando de um problema de polícia e sim, de como vamos atender a necessidade básica de todas as pessoas que é de se sentir segura, acolhida e respeitada. Não podemos deixar ninguém para trás, especialmente as meninas e mulheres negras”, concluiu Mafoane Odara.

Participam, ainda, do debate sobre o tema: Yuri Sahione, associado-fundador do ICRIO Instituto Compliance Rio e Conselheiro da OAB/RJ e Rony Silva, diretor da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF Bahia).

 

LANÇAMENTO DO MOVIMENTO MULHERES NA SEGURANÇA PÚBLICA

O IACC será palco do lançamento do Movimento Mulheres na Segurança Pública, voltado para aumentar a participação e engajamento da mulher nas iniciativas desse setor. O Movimento é liderado pelas delegadas: Tania Prado, presidente do SINDPF/SP e diretora regional da ADPF/SP; Jacqueline Valadares, titular da 2ª Delegacia de Defesa da Mulher, na capital paulista, e diretora de Comunicação Social da ADPESP; e Raquel Kobashi Gallinati, presidente do SINDPESP.

“A presença da mulher é fundamental em todas as etapas do trabalho de Segurança Pública. Do atendimento da Polícia Civil, passando pelo registro e investigação pelas delegacias, até a conclusão do caso no Poder Judiciário. Além da participação feminina no atendimento a toda a população, é preciso que as mulheres vítimas de violência sejam acolhidas e se sintam seguras para fazer a denúncia. Nesse contexto, a presença e o protagonismo das mulheres nesse setor são fundamentais. E o Movimento Mulheres na Segurança Pública reúne um conjunto de ações com o objetivo de promover mudanças na sociedade de uma forma mais ampla”, avalia a presidente do SINDPESP, Raquel Kobashi Gallinati.

A presidente do SINDPF/SP e diretora regional da ADPF/SP, Tania Prado, destaca a necessidade de aumentar o número de mulheres nas forças de segurança. “As carreiras policiais ainda atraem poucas mulheres, algo deve ser feito para reverter este quadro. No último curso de formação do concurso de Delegado da PF, as mulheres que ingressaram na carreira representam apenas 13,55% do total. Recentemente as Delegadas passaram a ser nomeadas para os cargos de superintendentes estaduais, contudo a Direção-Geral da PF e a maior Superintendência, São Paulo, nunca estiveram sob comando feminino. Nos encontros de delegadas da PF, discutimos a necessidade de avanços no reconhecimento dos direitos das policiais grávidas, lactantes e mães de crianças, no tocante ao acionamento para o plantão, sobreaviso e missões fora de sua base, para proteção da infância”, afirma.

Para a delegada Jacqueline Valadares, a violência sofrida pelas mulheres e a submissão a que estão sujeitas é fruto de uma cultura machista e discriminatória, cujo fundamento é cultural e decorre da desigualdade no exercício do poder e que leva a uma relação de dominante e dominado. “Outros fatores também colaboram para violência de gênero como, por exemplo, as diferenças sociais, econômicas e políticas entre homens e mulheres, além da diferenciação de papéis na sociedade. Com a evolução da sociedade e a inserção da mulher no mercado de trabalho, iniciou-se um processo de libertação feminina que, de maneira gradativa, e após muita luta, culminou com a assunção de papéis de destaque pela mulher no âmbito da Segurança Pública, mas ainda em patamar de desigualdade em relação aos homens. O Movimento que estamos lançado, sem dúvida, vai permitir maior participação das mulheres nesse setor”, enfatiza.

 

PROGRAMAÇÃO

O Fórum IACC 2019 deverá reunir mais de mil participantes e estão confirmados também: general Guilherme Cals Theophilo, secretário Nacional de Segurança Pública, Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro; Edvandir Felix de Paiva, presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF); Rafael de Sá Sampaio, presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Judiciária; Felippe Angeli, coordenador do Instituto Sou da Paz; Ivana David, desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo; Coriolano Almeida Camargo, advogado e coordenador da Digital Law Academy e CyberLaw Commission da OAB/SP – Butantã.

Além de: Luiz Augusto Filizzola D’Urso, advogado especialista em Cibercrimes e presidente da Comissão Nacional de Estudos dos Cibercrimes da Associação Brasileira dos Advogados; Higor Vinícius Nogueira Jorge, delegado de Polícia, membro da Associação Internacional de Investigação de Crimes de Alta Tecnologia (HTCIA), palestrante e autor da coleção “Investigação Criminal Tecnológica”; Eliana Passareli, procuradora de Justiça do Estado de São Paulo; Leila Chevtchuk, desembargadora do TRT; Gustavo Mesquita Galvão Bueno, presidente da ADPESP; entre outras autoridades e especialistas.

A programação do Fórum destaca temas fundamentais para o país nesse setor, com ênfase para a abordagem sobre cibercrimes e as novas tecnologias para o enfrentamento, por meio dos painéis: Fortalecimento da Polícia judiciária; Desafios para o enfrentamento da corrupção; Crimes cibernéticos: como combater fake news, deepfakes e revange porn; Organizações criminosas; Lei orgânica e constituição federal; Inteligência Artificial e investigação da polícia judiciária; Repressão qualificada ao crime organizado; entre outros pontos. A programação completa do Fórum IACC e os palestrantes confirmados estão disponíveis em: http://forumiacc.com.br/programacao-2/

 

Público

O IACC é destinado aos profissionais do setor e, nessa edição, a organização está incentivando a participação de estudantes universitários, com o objetivo de envolver cada vez mais a sociedade civil nas questões relacionadas ao tema. O reunirá especialistas, delegados, representantes de entidades e autoridades para debater sobre a segurança pública no país.

 

Expo Forensics

Paralelamente ao Fórum IACC , acontecerá a Expo Forensics, espaço promovido pela TechBiz Forense Digital, em parceria com a Sator- organizadora do evento, que tem como objetivo apresentar as novas tecnologias com foco no combate à criminalidade. A exposição apresentará novidades para soluções de investigação em meios digitais e tecnologias que apoiem a melhoria da segurança e, ainda, agilize e torne mais eficiente as investigações no Brasil.

RELAÇÃO

Do deputados corruptos que são contra até agora a prisão em segunda instância: Arthur Maia, Renildo Calheiros, Clarissa garotinho, Patrus Ananias, Maria do Rosario, Erika Kokay, e Odair Cunha. Olhem alguns sobrenome e avaliem. Se passar serão presos rapidinho.

 

PERSONALIZAÇÃO DE CONTATOS COM CLIENTES

 

Você sabe personalizar o contato com seus clientes?

Michel Ank, CEO do Bume*

 

Não é novidade que a jornada do consumidor está – e deve ser – cada vez mais personalizada. Mas para que toda essa estratégia dê certo, a comunicação com o público é essencial. Tal interação também ganha inovações diariamente e, se antes o diálogo se dava de maneira unilateral com anúncios, atualmente é possível enviar mensagens personalizadas de maneira super simples e em larga escala. E a partir disso criar um diálogo com seus clientes.

Nesse contato cada vez mais intimista, as redes sociais são essenciais nas estratégias. Um exemplo é o Instagram, que deixou de ser só uma plataforma de postagens de fotos e se tornou um dos principais canais de vendas, atração de lead e relacionamento que existe.Tendo isso em mente, é possível concluir que tal centralização faz com que os usuários realizem diversas atividades dentro do mesmo aplicativo. É possível fazer buscas, se informar, noticiar, fazer amigos, contatar especialistas, comprar e vender tudo (ou quase tudo).

Assim, a maneira como a empresa interage com o público pode ser determinante entre um perfil repleto de “brand lovers” e um perfil fantasma. Para contextualizar esse mindset, compartilho um dado de um estudo feito pela SmarterHQ. O levantamento aponta que 72% dos consumidores só irão interagir com uma mensagem se ela for personalizada. Esse dado, mesmo que indiretamente, reflete a baixa tolerância que o consumidores têm com estratégias pouco assertivas.

No entanto, nem tudo são espinhos no cotidiano de marketing digital, já que a criação de uma comunicação humanizada pode ser feita com pequenas ações que resultam em grandes percepções. Uma das maneiras de potencializar a comunicação é com o uso de mensagens privadas. Além da mensagem de boas-vindas ao novo seguidor, é interessante manter o vínculo com recados que comuniquem novidades, tais como promoções.

Assim, o cliente se mantém cativado e a empresa tem maiores chances de ser lembrada no processo de compra. O porém é que o envio de mensagens pode ser trabalhoso dependendo do número de seguidores e é preferível contratar uma plataforma gerenciadora. Desse modo, o profissional responsável pela produção de conteúdo consegue enviar DMs, agendar postagens e organizar campanhas com praticidade.

 

O tempo que seria gasto com processos feitos manualmente, pode ser aproveitado com a elaboração de estratégias e de discursos humanizados. Ganhar tempo é um bônus precioso nos dias de hoje.

 

Michel Ank

Michel Ank (34 anos) é CEO e fundador do Bume, plataforma de gestão, marketing e vendas em redes sociais. Ao longo de sua carreira, o empreendedor se especializou na área de TI e atuou durante seis anos na Vale. Apesar disso, sempre empreendeu em projetos paralelos aos trabalhos formais que exerceu. Por conta de tais iniciativas, Michel enxergou a oportunidade de criar um negócio voltado para o Instagram. Em 2016, ele, ao lado do sócio Samuel Liberato, tiraram o Bume do papel e se dedicaram no desenvolvimento e aperfeiçoamento da plataforma. Com o crescimento da empresa, Michel se desligou do cargo de Arquiteto de Integração na Vale em meados de 2018. O empreendedor é formado em Sistemas de Informação, cursou MBA de Project Management na Fundação Getúlio Vargas e já passou por imersão em empreendedorismo na Babson College.

 

DICA

Amanhã dia 26, acontece o 5º Café com Empreendedoras de Itajaí. Das 13h30 as 18h, na UNISOCIESC, na Av. Brusque nº 162 centro de Itajaí.

FRASE

” Primeiro telefone sem fio foi criado por DEUS. ELE o chamou de Oração.”

 

LEITURA

O ENTE E A ESSÊNCIA  – Tomás de Aquino.- São Tomás de Aquino nasce por volta de 1225, no Castelo de Roccasecca. Em 1243, depois da morte do pai, decide ser frade. Estuda na Universidade de Paris, onde é aluno de Santo Alberto Magno, cujo pensamento teve grande influência na formação da sua própria filosofia. Em 1259 é nomeado mestre de Teologia da Universidade de Paris. Parte para Itália, onde ensina ininterruptamente até 1268 e onde terá escrito a maior parte das suas obras monumentais, a Suma contra os Gentios e a Suma Teológica. Regressa a Paris, para tomar posição nas batalhas doutrinais que opunham averroístas e defensores da teologia tradicional. Em 1274, quando viaja para Lyon, a fim de assistir ao concílio que teria lugar nessa cidade, morre no convento de Fossanuova, aos 49 anos. Conscientemente integrado numa tradição filosófica com que dialoga activamente, procurando noutros autores apoio para a defesa das suas teses ou demarcando-se claramente deles, São Tomás de Aquino é, desse ponto de vista, um autor extremamente actual. O Ente e a Essência, uma das suas primeiras obras claramente marcada pela influência do pensamento de Aristóteles, investiga os modos de ser e os modos de classificar o que é uma investigação que assenta na ideia de que o universo é constituído por um conjunto hierarquicamente ordenado de entes: os entes materiais, os entes imateriais e Deus

 

ABRAÇOS

Coluna Opinião Formada – Walter Lemos Filho – E-mail: walterlemos1961@gmail.com

 

Jornais em Foco – Sexta-feira (22/11/2019)

 

https://chat.whatsapp.com/invite/Lt0gdEGjQiYAvavsWLeuTf

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade