Publicidade

Ao longo desta semana que se inicia, o prefeito de Governador Celso Ramos, Juliano Duarte Campos, vai ser xingado por uns e elogiado por outros.

Aqui em Biguaçu, tem gente indignada com Juliano porque este instituiu a cobrança de uma taxa a todos motoristas cujos veículos são de fora (isto é, não são de Governador Celso Ramos) para entrar naquele município.

Muitos biguaçuenses serão prejudicados. Em primeiro lugar, Governador Celso Ramos tem praias fantásticas e estão bem próximas de Biguaçu. Aliás, é mais fácil ir a Governador Celso Ramos do que enfrentar aqueles engarrafamentos homéricos em Florianópolis.

Para “curtir” as praias gancheiras, os biguaçuenses terão de pagar uma taxa extra para isso.

Em segundo lugar, há biguaçuenses que têm parentes e amigos em Governador Celso Ramos e uma simples visitinha a partir de 15 de novembro próximo até abril do ano que vem custará um “ingresso”.

Ok! Tudo bem. A reclamação está corretíssima. Os protestos de Biguaçu estão corretos.

Mas é muita ingenuidade achar que Governador Celso Ramos vai isentar Biguaçu pelo simples ato de isentar.

É preciso alguma compensação, reciprocidade, vantagem, troca de gentilezas etc.

Governador Celso Ramos depende do turismo e a TPA será a oportunidade daquele município de conseguir verbas extras para poder financiar obras e serviços, quem sabe para dar início à construção da Central de Tratamento de Esgoto daquele município.

Antes de entrar na negociação, Biguaçu precisa colocar as cartas na mesa: o que gostaria de dar em troca pela isenção da TPA aos biguaçuenses?

Governador Celso Ramos antes queria uma nova demarcação em Areias de Baixo, ou seja, um trecho da região que está sob jurisdição de Biguaçu passaria para Governador Celso Ramos já que este município tem o ônus da prestação de serviços públicos básicos na área.

Pelo jeito, essa negociação não deu certo. Agora Governador Celso Ramos apresentou uma segunda proposta: a isenção do pagamento de taxa de lixo para enterrar os entulhos no aterro sanitário da empresa Proactiva, em Estiva, norte do município de Biguaçu.

Se essa proposta não der certo, aí fica muito difícil um entendimento entre as partes.

Vamos deixar bem claro: é problemático achar que Governador Celso Ramos irá conceder a isenção da TPA para Biguaçu apenas por conceder e mais nada.

Não vai ser fácil. O negócio vai longe.

TPA servirá para investir em obras em Governador Celso Ramos. (Foto Arquivo JBFoco)

 

 

 

Jornais em Foco – Sexta-feira (01/11/2019)

 

https://chat.whatsapp.com/invite/Lt0gdEGjQiYAvavsWLeuTf

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

 

Publicidade