Publicidade

O portal Uol, da Folha de São Paulo, publicou reportagem intitulada “Caetano cobra R$ 2,8mi de Olavo de Carvalho por descumprir decisão judicial”.

Aqui alguns trechos dessa matéria: “O cantor Caetano Veloso cobrou R$ 2,8 milhões do escritor Olavo de Carvalho, guru de Bolsonaro, por descumprir decisão judicial e não remover de suas redes sociais “mensagens que relacionem o cantor à PEDOFILIA”. As mensagens seriam relacionadas ao início do namoro dele com a produtora Paula Lavigne quando ela tinha 13 ANOS. O músico estava com 40 anos de idade na ocasião. Autor da ação, o artista entrou com o pedido na Justiça por uma petição com memória de cálculo relacionada à desobediência à ordem judicial e o valor devido.

De acordo com a advogada de Caetano, Simone Kamenetz, após ser intimado, Olavo terá 15 dias para pagar. “Ele não pode mais recorrer da sentença, pois perdeu o prazo para a apelação.

O juiz deferiu a tutela, determinando que Olavo excluísse imediatamente o conteúdo ofensivo, sob pena de multa de R$ 10.000,00 por dia.”

Continua: “Olavo foi citado da ação, e intimado da decisão da tutela, em 08 de fevereiro de 2019, via carta rogatória enviada à sua residência, nos Estados Unidos. Recentemente, o processo foi sentenciado, tendo sido Olavo condenado ao pagamento de danos morais a Caetano no valor de R$ 40.000,00″, explicou a advogada.

Como Olavo não excluiu todos os conteúdos ofensivos, a defesa de Caetano fez um cálculo de dias, contando a partir de 48h após sua intimação da decisão da tutela, e a data da verificação da existência dos conteúdos não excluídos, que somou 281 dias de desobediência à ordem judicial, resultando numa multa de R$ 2,8 milhões.

Procurado, Olavo de Carvalho não respondeu até o momento às mensagens do UOL para comentar o assunto.”

A matéria comenta: “Caetano e Paula se conheceram quando ela era adolescente nos bastidores de uma peça de teatro no fim dos anos 80.

 Em entrevista à revista “Playboy”, em 1998, a empresária afirmou que PERDEU A VIRGINDADE COM O MÚSICO AOS 13 ANOS. Chamada de “a menina do Caetano”, ela negou a relação por anos e chegou a começar uma carreira como atriz antes de gerenciar a carreira do marido e atuar como produtora de cinema.”

 

COMENTÁRIO

Bom! É briga de “cachorros grandes”: entre um dos mais famosos músicos do Brasil e o maior filósofo brasileiro de todos os tempos.

Caetano Veloso está indignado pelo fato de que o filósofo referiu-se a ele usando o termo “pedófilo”.

Perfeito. Mas, puxando pela memória, existe um detalhe que certa vez uma promotora de justiça de Biguaçu comentou quando a reportagem do JBFoco a entrevistou referente a um caso de estupro envolvendo menor de idade.

A promotora disse: “manter relações sexuais com menores de 14 anos de idade, mesmo com consentimento pleno, é considerado estupro”.

Ou seja, não se pode fazer sexo com menores e ponto final. Isso pode ser enquadrado como “estupro” pelas leis brasileiras.

Conforme aqui escrito, Caetano estava na faixa etária dos 40 anos de idade quando manteve relações sexuais com uma menina de apenas 13 anos de idade e a própria confessou esse “pequeno” detalhe publicamente através de uma revista de alcance nacional.

Se é proibido pela legislação adultos manterem relações sexuais com menores de 14 anos de idade, mesmo com o consentimento do/a adolescente, pois isso é enquadrado como “estupro” pelas leis brasileiras, que crime cometeu Olavo de Carvalho ao afirmar que Caetano cometeu “pedofilia”, que nada mais é que sexo (consentido ou não) de adultos com menores de idade?

Agora é que não entendemos mais nada. E Caetano quer cobrar R$ 2,8 milhões de indenização por “danos morais”? Que loucura é essa?

 

 

Ozias Alves Jr (Editor)

E-mail: reportagemjbfoco@gmail.com.

 

Matéria do site Uol sobre o polêmico caso. (Foto Reprodução)

Link:

 

https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2019/12/11/caetano-cobra-r-28mi-de-olavo-de-carvalho-por-descumprir-decisao-judicial.htm

 

Jornais em Foco – Quinta-feira (12/12/2019)

Publicidade