Publicidade

BOM DIA

Nilceia Fernandes. (Foto Divulgação)

Meu bom dia desta quarta-feira, vai para a profissional, que faz a cabeça de mulheres e homens com estilo: Nilceia Fernandes. Está sempre antenada as novas tendências da beleza como cortes, maquiagens, pedicure, manicure etc. O espaço da qual é sócia junto com sua irmã Marta Fernandes, ” Salão Ellos ” está localizado na Praça Getúlio Vargas nº 312, centro de Florianópolis. Deixo aqui meu desejo de sucesso a você e todo o time de colaboradores.

 

AMEAÇAS

 

 

Cientistas de todo o mundo avaliaram os 78 sistemas de água baseados em geleiras das montanhas do planeta e, pela primeira vez, os classificaram em ordem de importância para as comunidades adjacentes das planícies, e avaliaram sua vulnerabilidade a futuras mudanças ambientais e socioeconômicas. Esses sistemas, conhecidos como torres de água nas montanhas, armazenam e transportam água por meio de geleiras, blocos de neve, lagos e córregos, fornecendo recursos hídricos inestimáveis para 1,9 bilhão de pessoas em todo o mundo, aproximadamente um quarto da população mundial. A pesquisa, publicada na prestigiosa revista científica Nature, apresenta evidências de que as torres de água globais estão em risco, em muitos casos críticos, devido às ameaças das mudanças climáticas, populações crescentes, má administração dos recursos hídricos e outros fatores geopolíticos. Além disso, os autores concluem que é essencial desenvolver políticas e estratégias internacionais de conservação e adaptação às mudanças climáticas específicas para montanhas, de modo a proteger os ecossistemas e as pessoas a jusante.

 

Globalmente, o sistema montanhoso mais utilizado é a torre de água Indus na Ásia, de acordo com essas pesquisas. A torre de água Indus, formada por vastas áreas da cordilheira do Himalaia e cobrindo partes do Afeganistão, China, Índia e Paquistão, também é uma das mais vulneráveis. Sistemas de torre de água de alto nível em outros continentes são os Andes do sul, as Montanhas Rochosas e os Alpes europeus.

Para determinar a importância dessas 78 torres de água, os pesquisadores analisaram os vários fatores que determinam a dependência, pelas comunidades a jusante, do suprimento de água desses sistemas. Eles avaliaram, também, a vulnerabilidade dos recursos hídricos, bem como as pessoas e ecossistemas que dependem deles, com base em previsões de futuras mudanças climáticas e socioeconômicas.

Das 78 torres de água globais identificadas, a seguir estão os cinco sistemas mais confiáveis por continente:

Ásia: Indus, Tarim, Amu Darya, Syr Darya, Ganges-Brahmaputra

Europa: Ródano, Pó, Reno, Costa Norte do Mar Negro, Costa do Mar Cáspio

América do Norte: Fraser, Columbia e Noroeste dos Estados Unidos, Pacífico e Costa do Ártico, Saskatchewan-Nelson, América do Norte-Colorado

América do Sul: Sul do Chile, Sul da Argentina, Negro, região de La Puna, Norte do Chile

O estudo, de autoria de 32 cientistas de todo o mundo, foi liderado pelo Prof. Walter Immerzeel e Dr. Arthur Lutz, da Universidade de Utrecht, há longo tempo pesquisadores de recursos hídricos e mudanças climáticas na Ásia montanhosa.

“O que é único em nosso estudo é que avaliamos a importância das torres de água, não apenas observando a quantidade de água que elas armazenam e fornecem, mas também a quantidade necessária de água das montanhas a jusante e a vulnerabilidade desses sistemas e comunidades a algumas mudanças prováveis nas próximas décadas”, afirmou Immerzeel. Lutz acrescentou: “Ao avaliar todas as torres glaciais de água na Terra, identificamos as principais bacias que devem estar no topo das agendas políticas regionais e globais”.

Esta pesquisa teve o apoio da National Geographic e Rolex como parte de sua parceria Perpetual Planet, que visa esclarecer os desafios enfrentados pelos sistemas críticos de suporte à vida da Terra, apoiar a ciência e a exploração desses sistemas e capacitar líderes de todo o mundo a desenvolver soluções para proteger o planeta.

“As montanhas são lugares emblemáticos e sagrados em todo o mundo, mas o papel fundamental que desempenham na manutenção da vida na Terra não é bem compreendido”, disse Jonathan Baillie, vice-presidente executivo e cientista chefe da National Geographic Society. “Esta pesquisa ajudará os tomadores de decisão, em nível global e local, a priorizar onde devem ser tomadas medidas para proteger os sistemas de montanhas, os recursos que eles proporcionam e as pessoas que deles dependem”.

 

CATARINENSES

 

Representantes no Congresso e Senado, votaram a favor do pacote anticrime, com ausência do Coronel Armando e Fabio Schiochet ausentes. O único contra foi Pedro U”cu”zai. Pelo nome já se sabe o partido e suas ideologias.

 

AGORA

 

Se o pacote anticrime fosse o original, será que todos os catarinenses apoiariam?

 

PREFEITO

 

Jean Loureiro reafirmou inocência. Quem sou eu para julgar? Mas está pra nascer um político suspeito e envolvido em corrupção que admita seu erro.

 

 

SHOPPINGS

 

O mês de outubro registrou o segundo maior crescimento de vendas do setor de shopping center em 2019, com uma alta de 10,5%, de acordo com o Índice Cielo de Varejo em Shopping Centers (ICVS-Abrasce). O resultado é o mesmo alcançado em julho, ficando atrás apenas do desempenho de fevereiro, que atingiu 11,7%.

“O setor de shopping centers vem apresentando um desempenho muito positivo durante este ano. O consumo das famílias, que se mantém crescente, apresentou alta de 0,8% no terceiro trimestre e o acumulado alcançou 1,9%, segundo dados do IBGE. A liberação do saque do FGTS, os baixos índices de inflação, com impacto positivo no poder de compra das famílias, e a expansão do crédito contribuíram para esse resultado, colocando o setor em lugar de destaque diante do cenário econômico atual”, afirma Glauco Humai, presidente da Abrasce.

As regiões que mais se destacaram no mês, com crescimento das vendas acima da média nacional, foram o Norte e o Nordeste, com índices de 13,5% e 13,2%, respectivamente. As demais regiões também tiveram uma performance positiva: Centro-Oeste, com 9,9%; Sul, com 9,2%; e Sudeste, com 8,6%.

O ticket médio em lojas de shopping também teve destaque positivo, fechando em R$ 92, valor 33% maior do que o desempenho das lojas de rua, que fecharam o mês em R$ 68,90. “Durante o Dia das Crianças, tivemos um aumento de 9,9% nas vendas. É uma data muito importante para o setor, que, junto da Black Friday e Natal, aquece as vendas e movimenta o último trimestre do ano”, complementa Humai.

 

Sobre Abrasce

 

Fundada em 1976, a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) tem como objetivo atuar para o desenvolvimento e fortalecimento do setor de shoppings no país. O know-how superior a quarenta anos de atuação credencia a Abrasce como referência no setor varejista brasileiro. Os seus mais de quatrocentos associados contam com um amplo portfólio de benefícios oferecidos pela entidade que incluem: assessoria jurídica, eventos, seminários, congressos, cursos de capacitação e pesquisas. A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) está sediada na cidade de São Paulo, sendo presidida pelo gestor empresarial Glauco Humai e conta com o suporte de um conceituado e experiente Conselho Diretor formado pelos principais empresários do setor. Mais informações estão disponíveis em http://www.abrasce.com.br.

 

 

NDTV

 

Está dando um banho em sua programação. Até porque não é repetidora da globolixo. Quem viver verá o grupo Record desbancar a promíscua emissora dos esquerdopatas.

 

COMEÇAM

 

A aparecer em cena com novos discursos os principais derrotados nas últimas eleições: Merisio e Colombo. Infelizmente mudam de partido mas as atitudes continuam as mesmas.

 

DICA

 

Com este calor, nada melhor que um Gelato, Sorbeto ou ainda uma Açai. Ligue (48) 3030-1818 ou (48) 99938-0805 ou faça seus pedidos pelos aplicativos do IFood ou Uber Eats.

 

 

FRASE

 

”  A verdadeira felicidade, não consiste na multidão de amigos, mas no valor e na escolha.” Ben Jonson

 

LEITURA

 

O JOGO DA AMARELINHA – Júlio Cortázar – Inspirado no jogo infantil, o escritor Julio Cortázar desenvolveu um romance no qual o leitor é um usuário ativo que deve eleger os capítulos que vai ler. Um antecedente direto da forma de leitura fragmentada que se pode realizar atualmente por meio da internet. O livro conta a história de Horácio Oliveira e a Maga em Paris dos anos 60. Teve uma repercussão enorme na forma como os jovens dessa geração viveram o amor e as relações pessoais.

 

ABRAÇOS

 

Coluna Opinião Formada – Walter Lemos Filho – E-mail: walterlemos1961@gmail.com

 

Jornais em Foco – Terça-feira (10/12/2019)

Publicidade