Publicidade

Informa a assessoria de imprensa: “A São José Previdência (SJPrev) inicia o ano de 2020 comemorando o crescimento do seu patrimônio. No início da atual gestão municipal, o patrimônio líquido da SJPrev somava R$ 71milhões. Já em 2019, esse patrimônio aumento para, aproximadamente, R$ 412 milhões, ou seja, houve um crescimento de 478%, no total dos recursos administrados entre janeiro de 2013 e dezembro de 2019.

Para o presidente da Autarquia São José Previdência, Constâncio Krummel Maciel Neto, o aumento do patrimônio líquido é resultado de uma gestão eficiente e também do recolhimento das contribuições patronais e dos assegurados, por parte da Administração Municipal, estarem em dia.

“Somente no ano de 2019, a SJPrev obteve uma receita com a rentabilidade oriunda das aplicações financeiras de mais de R$ 46 milhões. Este diferencial somado aos repasses municipais pagos rigorosamente em dia pela Prefeitura e pela Câmara Municipal também contribui para os bons resultados conquistados pela previdência pública no município”, comentou o presidente.

Vale ressaltar, que a SJPrev teve uma rentabilidade da carteira no ano de 2019 de 13,21%, contra uma meta atuarial de 9,69%. Somente como comparação, o índice de referência, mas usado pelos brasileiros, ou seja, o CDI rendeu em 2019, 5,97% e a poupança 4,17%.

Além da gestão dos recursos, a SJPrev promoveu a recuperação de mais de R$ 26 milhões em recursos aplicados nas gestões anteriores em fundos de investimentos que deram prejuízos. O poder executivo, também efetuou o pagamento das contribuições em atraso de débitos anteriores a 2013.

Atualmente, a SJPrev paga mensalmente os proventos de mais de 550 inativos e pensionistas, totalizando uma folha de aproximadamente R$2 milhões mensais.

 “Estamos conseguindo manter as contas do município equilibradas e honrar todos os nossos compromissos com a folha de pagamento, a previdência do servidor público de São José e os fornecedores, por adotarmos uma postura administrativa responsável desde 2013, e isso, tem contribuído com o desenvolvimento econômico da cidade e, também, daqueles que trabalham pela prosperidade de São José”, destacou a prefeita Adeliana Dal Pont.

Em 2020, a SJPrev tem como principal meta, a adesão ao programa pró-gestão, da Secretaria de Políticas de Previdência Social (SPS), que certificará o RPPS de São José como um instituto com procedimentos transparentes e gestão de compliance e de risco aderente as melhores práticas do mercado no Brasil.

O Regime Próprio de Previdência Social de São José foi criado pela Lei Complementar nº 05/2002, em 03 de maio de 2002, para assegurar benefícios previdenciários aos servidores de São José por meio da gestão financeira e patrimonial.”

POST SCRIPTUM

Transcrevemos a matéria enviada pela assessoria de imprensa da prefeitura de São José.

Ok! Tudo tranquilo. Então as finanças da SJ Previdência estão tudo OK. Perfeito!

Então aquele prejuízo que a Previdência teve na década de 2000, com vários milhões investidos na Bolsa de Valores de São Paulo e os donos da corretora terem sumido do mapa, foi recuperado? O dinheiro foi localizado e devolvido à SJ Previdência?

Além disso, publicamos matéria a respeito de um questionamento do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina. A pergunta básica era: por que a prefeitura de São José estava pagando aposentados? Isso não era incumbência da SJ Previdência? Então está resolvido isso?

A SJ Previdência, que certamente tem nosso e-mail, nunca respondeu nossas perguntas. Como nunca nos respondeu, ficamos com esses “grilos” na cabeça.

Estamos à disposição da SJ Previdência. É só nos enviar e-mail com suas respostas aos questionamentos aqui apresentados.

 

Presidente da Autarquia São José Previdência, Constâncio Krummel Maciel Neto. (Foto Secom SJ)

 

Publicidade