Publicidade

Caros (as) leitores (as), o colunista e jornalista Fernando Henrique da Silveira, nos últimos dias analisou o panorama que se apresenta em relação às eleições em algumas cidades brasileiras.

Na maioria das cidades, os candidatos que já se apresentam para disputar o pleito eleitoral, em grande parte são candidatos que estão a décadas na política, alguns sempre estiveram ligados a cargos comissionados, dependendo de resultados eleitorais para se manter em cabides eleitorais.

A população reclama muito da qualidade dos políticos, ocorre que muitas vezes se esquece que ela própria que decide quem chega ao poder.

No segundo semestre, a população terá oportunidade de novamente mudar, bem como de manter as boas administrações, sendo um momento de grande importância para a sua cidade.

Para que a escolha seja isenta, dentro de critérios mínimos de qualidade, a população precisa analisar o currículo do candidato, ver se tem capacidade de fazer bons projetos para o município, analisar o seu histórico de vida, o padrão de vida dos atuais administradores públicos, verificando se está de acordo com os seus rendimentos, dentre outras medidas.

Outro fato importante diz respeito à necessidade de que o eleitor não permita que os mesmos “políticos de carteirinha”, que a 4 anos atrás bateram na sua porta pedindo voto, se reelejam, mesmo que nada ou pouco tenham feito pelo seu município.

Um candidato precisa ter as mãos limpas, viver dentro do padrão que a sua profissão lhe proporciona, estar sempre aberto ao diálogo com a comunidade, não só no ano eleitoral.

A população tem meios de fiscalizar o trabalho legislativo, saber o que fizeram durante o mandato, quais projetos relevantes apresentaram para o município, basta exercerem o seu direito de eleitor e de munícipe.

Muitos candidatos novos vão se apresentar, novos não apenas em idade, novos em relação a novas práticas públicas, com novas idéias e projetos, alguns que sequer foram um dia candidatos, que se apresentarão como novas opções, o que vale ser analisado, pois são novas opções de mudança.

São poucos os casos, no humilde entendimento do colunista, no entanto alguns vereadores e prefeitos que aí estão precisam continuar, pois fazem um bom trabalho.

Tudo precisa ser analisado pelo eleitor antes de registrar o seu voto na urna.

Antes de votar exija o plano de governo, quais as propostas que o candidato tem para apresentar e ver como ele pretende colocar em prática.

Não venda seu valioso voto. Não troque o seu voto por uma vaga de estágio para o seu filho, por um cargo de assessor na câmara, bem como por outros “favores” que não mudarão a qualidade de vida da sua cidade.

Se existe a compra de voto é porque alguém está disposto a vender.

Propagandas eleitorais fora do prazo permitido também devem ser denunciadas pelo eleitor na Justiça Eleitoral, pois sabidamente podem afetar o resultado eleitoral.

Não se esqueça que a sua cidade precisa de boas bibliotecas, um arquivo público bem estruturado, áreas de lazer, valorização dos professores, dentre tantas outras importantes coisas. O seu candidato se comprometeu com tais temas ? Falou como irá colocar em prática ?

No segundo semestre mais uma eleição vai acontecer, se você e sua comunidade não se unirem, fiscalizarem, votando com consciência, teremos mais 4 anos de uma administração ruim em sua cidade.

 

(*) Fernando Henrique da Silveira é Jornalista (MIT nº 6646/SC), Funcionário Público Estadual a mais de 25 anos, ocupa a cadeira nº 21 da Academia de Letras de Biguaçu, Conselheiro Titular do Conselho Estadual de Entorpecentes – CONEN/SC, Advogado, Conselheiro Titular da OAB/SC – Subseção de Biguaçu, Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais, Vice-Presidente da Comissão de Moralidade Pública da OAB/SC – Subseção de Biguaçu, indicado da OAB/SC – Subseção de Biguaçu para compor o Conselho Municipal Antidrogas de Biguaçu. Colunista diário no “Jornais em Foco” (Jornal Biguaçu em Foco). Apresentador do Programa semanal “Biguaçu em Revista”, na Rádio Biguaçu FM 98.3.

 

e-mail: fernandohsilveira@hotmail.com

 

Contatos: 48-984578842 (WhatsApp)

 

Publicidade