Publicidade

A rua nem tem nem nome. Fica ao lado da BR-101 no balneário de São Miguel, Biguaçu.

A situação é a seguinte. A citada rua está na faixa de domínio da BR-101 e, ao que parece, não é oficial, ou seja, surgiu por surgir para dar acesso ao loteamento chamado “São Miguel Guaporanga”.

O problema é que, se não houvesse essa rua, os moradores do já mencionado loteamento simplesmente não teriam como acessar suas casas. É simples assim.

A rua em questão está uma lástima. Está pior do que estrada de rally. Os moradores do citado loteamento, situado num morro, reivindicam a pavimentação da via.

O problema é o impasse. A prefeitura de Biguaçu foi procurada e alegou, segundo os moradores, que não pode pavimentar uma via situada em faixa de domínio da BR-101. Isso é responsabilidade do governo federal e da Auto Pista Litoral Sul, concessionária da rodovia na Grande Florianópolis.

Por outro lado, de acordo com os moradores, a auto pista alega que a rua seria “clandestina” e não podem pavimentar essa via pelo simples fato de não ser oficial.

Aliás, é verdade. A rua é “clandestina”. Surgiu pela simples necessidade de ter um acesso. Mas espera aí. Se não existisse essa rua, como os moradores do loteamento São Miguel Guaporanga iriam ter acesso a suas casas?

Aliás, espera aí de novo. Há um loteamento no local. Pelo que sabemos, não é clandestino. Tem autorização da prefeitura de Biguaçu.

Das duas, uma: se não for exagero nosso ao afirmar que o loteamento em questão teve autorização para ser empreendido, como é que a prefeitura de Biguaçu deu as devidas autorizações sem que o local tivesse uma via de acesso oficial?

Sim, o burocrata da prefeitura, onde há mais de 1.700 funcionários, não fez a análise do projeto? Não olhou o mapa? Não verificou se há alguma rua “oficial” para dar acesso ao loteamento? Não prestou atenção a esse “pequeno” detalhe?

Mas se a situação for contrária, a prefeitura de Biguaçu também foi relapsa, pois, se isso for verdade, foi totalmente omissa em não fiscalizar um loteamento supostamente “clandestino”.

Sim, cadê a fiscalização da prefeitura?

Bom! Fora essa discussão de loteamento “oficial” ou “clandestino”, o fato é que o loteamento existe, já tem um bom número de moradores e ninguém resolve o problema da via de acesso.

Como está a situação, é uma vergonha. Se a Auto Pista recusa-se a pavimentar ou a autorizar a prefeitura a pavimentá-la, então que se feche a rua abrindo outra (desta vez fora da faixa de domínio) para garantir o direito constitucional do ir e vir dos moradores desse loteamento.

O que não podemos é esse impasse que já ultrapassa anos. Uma solução tem que haver. Chega de enrolação. Já virou uma senhora palhaçada.

A prefeitura de Biguaçu tem de ter gente que resolva as coisas e não empurrar com a barriga.

Minha Nossa!!! Haja INCOMPETÊNCIA!!!!

 

 

Ozias Alves Jr (Editor)

E-mail: reportagemjbfoco.com.br

 

FOTOS

Rua Marginal da BR-101 em São Miguel. (Foto Divulgação)

 

VÍDEOS

 

 

 

O QUE PUBLICAMOS A RESPEITO

 

Quando é que a prefeitura vai arrumar esta rua de São Miguel?

 

Jornais em Foco – Segunda-feira (13/01/2020)

 

 

 

 

Publicidade