Publicidade

O colunista Décio Alves já informava meses atrás que na hora certa o ex-prefeito de Biguaçu, o empresário Castelo (PP) colocaria o seu time em campo. E já é o que ele está fazendo.

Castelo já sentou com Douglas Borba, atual secretário da Casa Civil do governo do Estado e filiado ao PSL e também com o atual vice-prefeito de Biguaçu, Vilson Alves (PP). As conversas foram separadas mas em breve Vilson e Douglas estarão juntos em um almoço com Castelo.

 

Castelo entende que separados, Douglas e Vilson entregam a eleição para o grupo político de Tuta (MDB). (Foto Arquivo JBFoco)

 

Douglas Borba já lançou o pré-candidato André Clementino. (Foto Arquivo JBFoco)

 

André Clementino, que militou décadas no MDB, filiou-se recentemente ao PSL. (Foto Arquivo JBFoco)
Vilson (PP): cederá ou não a Douglas? (Foto JBFoco)

 

SEPARADOS NÃO LEVAM

Castelo entende que o PSL separado do PP não levam a eleição em outubro próximo. Douglas já lançou o pré-candidato André Clementino, atualmente filiado ao PSL e ex-militante do MDB e Vilson já o pré-candidato a prefeito desde que se elegeu vice-prefeito da cidade. Os dois não se bicam e ninguém que ceder espaço, por isso o bombeiro Castelo, como já era previsto, entrou em campo.

 

RECEIO

O principal receio do ex-prefeito Castelo tem nome e endereço. Trata-se da volta do ex-prefeito Tuta ao poder.

Seu grupo tem tudo para retornar a gerir a prefeitura municipal se Vilson correr de um lado e o Douglas apoiar o André de outro, no ponto de vista de Castelo.

Não se trata de Tuta virar prefeito novamente, até porque hoje o ex-prefeito está inelegível, mas de sua influência num futuro governo municipal. Castelo que ver o diabo em vez da volta de uma gestão articulada por Tuta.

Por isso o empresário, que já foi prefeito por 6 anos, e deixou o poder para que seu vice Ramon assumisse, quer de qualquer forma unir novamente o grupo para ter uma eleição mais disputada. Ele entende que separados o MDB, junto com o PR de Salete Cardoso serão vitoriosos na próxima eleição para prefeito.

 

Tuta quer levar seu partido ao vitória em outubro próximo. (Foto Arquivo JBFoco)

Salete: conversas com o MDB. (Foto Arquivo JBFoco) 

 

Publicidade