Publicidade

Um vídeo de maus tratos que três adolescentes fizeram com uma gata prenha revoltou a cidade de Brusque.

No vídeo gravado de noite (por isso as imagens ficaram péssimas), os jovens pegaram o animal indefeso correndo até um riacho no bairro São Luiz, em Brusque, e jogaram a gata no riacho para afogá-la. A cena foi gravada em vídeo por um dos adolescentes.

O vídeo repercutiu na comunidade e o pai de um deles não teve dúvida: pegou o filho pela orelha e levou-o à delegacia de polícia. Isso aconteceu no domingo (16/02/2020). O pai apresentou o filho à justiça para que o menino seja punido conforme o Estatuto do Menor e do Adolescente.

O que dizer desse pai? É um homem honrado que não colocou botar a mão na cabeça do filho por ter feito uma atrocidade dessas contra um animal indefeso, ainda mais uma gata prestes a dar filhotes. Se o pai acobertasse o absurdo que seu filho fez, certamente estará deformando o caráter do jovem.

Hoje ele faz atrocidade com um animal. Amanhã pratica outro crime pior do que este. Para evitar que a veia sádica do filho aumente, o pai tenta corrigi-lo através da justiça. Parabéns a este pai que fez a coisa certa: que seu filho pague pelo seu erro.

E onde está a gata? Pois bem! A gata foi resgatada e encontra-se sob proteção da Associação Brusquense de Proteção aos Animais.

O animal foi levado na manhã de domingo (17/02/2020) para uma clínica veterinária. O veterinário constatou que o bicho está com dores no fígado e com febre. Não se sabe ainda se os filhotes que se encontram no ventre da gata sofreram algum dano.

A Associação mencionada informa que a tortura da gata pelos três adolescentes vem ocorrendo há dias. Começou com os garotos dando bebida alcoólica para o animal. Dias depois, na noite de sábado (15/02/2020), aumentaram o grau de tortura jogando o bicho no dito riacho.

VÍDEO

 

 

 

Feijoada do Décio 2020

 

 

Publicidade