Walter Lemos Filho

E-mail: walterlemos1961@gmail.com

BOM DIA

Taty Fellini. (Foto Divulgação)

Meu bom dia desta sexta-feira 20/03 vai para à gastrônoma, consultora para restaurantes, bares e similares Taty Fellini. De Chapecó para o mundo a profissional atende dando as melhores dicas e soluções para o seguimento. Ligue: (48) 99930-2895, e confira. Este colunista deseja sucesso.

LEMBREM-SE

Quanto mais nos fechamos nestes tempos de pandemia,mais as portas dos céus estão abertas a nossa FÉ.

NA

China a pandemia começou com o nome de Corona, Do oriente para o resto do mundo começou a se chamar CARONA-VÍRUS.

LEITOR

Tenho quase certeza que este vírus foi fabricado na China.

LULA

Veio da Europa e não fez o teste do vírus corona. Mas o Corona fez e deu positivo para CORRU””PT””O.

EMPODERAMENTO DA MULHER

O dia 8 e todo o mês de março é um grande marco na luta pelos direitos das mulheres e seu lugar na sociedade. O TikTok, plataforma de conteúdo criativo que já é o app mais baixado do mundo em 2020, para comemorar esta importante data, organizou um workshop que uniu dezenas de mulheres criadoras de conteúdo para fortalecer a comunidade feminina de TikTokers.

O encontro ficou mais especial ainda com a presença de lexand rismos e outras 20 top creators da plataforma que compartilharam abertamente suas experiências com feminismo, luta pela equidade, gordofobia, body positive e todos os outros desafios que as mulheres enfrentam diariamente. O bate-papo também abordou a posição das mulheres como produtoras de conteúdo e as expectativas e cobranças de seus seguidores, traçando um panorama da representatividade feminina neste novo e inovador modelo de mídia.

Além do debate e da intensa gravação de conteúdos e challenges com as influenciadoras, também foi lançado um filtro especial e a campanha com a hashtag #juntasnoTikTok durante o evento.

A ativista social, autora do best-seller sobre aceitação corporal e colunista da Marie Claire, Alexandra Gurgel, foi o nome mais esperado do evento, que compartilhou relatos poderosos: “Eu sempre estava muito longe do que era considerado bonito e não tinha nenhuma referência, zero representatividade. Cheguei ao ponto de fazer uma lipoescultura no meu corpo inteiro, que ainda por cima foi oferecida pela minha mãe. E mesmo assim quando finalmente fiquei magra, aquilo não me deixou feliz, pelo contrário. Eu pensava que a minha vida só iria começar quando eu atingisse o corpo ideal, a comparação com outras mulheres era enorme. Eu achava que precisava ser magra para ser aceita”, diz Alexandra, que hoje é mestra em aceitar seu corpo e inspira muitas mulheres a fazerem o mesmo.

Alexandra também fala do importante papel do TikTok nesta luta. “Eu entrei no TikTok esse ano como um desafio criativo. Porque realmente é um desafio tentar levar o meu assunto de aceitação, que para muita gente ainda é polêmico, delicado e sensível, para todo mundo. Eu comecei a suavizar minha fala no TikTok e está sendo incrível a resposta, tem muito vídeo que eu faço lá e posto em outras plataformas e as pessoas têm gostado bastante. O TikTok está sendo um lugar para eu me divertir, para viver meu corpo livre”.

Sobre o workshop do TikTok, Alexandra comenta: “Eu queria muito ver um evento desse acontecer, onde as mulheres entendessem que elas têm mais para oferecer. A gente pode fazer challenges, a gente ama e se diverte com isso, mas porque não falar da sua história? A gente ouviu aqui hoje mulheres que nunca imaginaríamos, mulheres magras padrão, de todas as cores e todos os tipos, revelando suas histórias e como elas também sofrem, porque dores doem em todos. Todo mundo sofre. Quando a gente tem empatia e vê que juntas a gente consegue fazer muito mais, temos mais força e mais gás para ir além”.

Outra creator que deu ótimos depoimentos foi Talitah Sampaio, que comentou sobre o quanto é difícil para qualquer mulher ser aceita e considerada dentro do padrão: “O que mais acontece comigo hoje na internet é ‘nossa, não acredito que você é mãe e usa essa saia’ ou ‘não acredito que você tem 30 anos’. São coisas absurdas que parecem pequenas, mas que machucam. Eu luto todos os dias, principalmente pela minha filha. Tento passar para ela e para as pessoas que me seguem que devemos normalizar todos os tipos de mulheres, não criticar, não julgar por idade. Porque é sempre a mulher. A mulher não pode ser mais velha, a mulher não pode ser gorda, a mulher não pode ser isso ou aquilo. Se você é magra, está muito magra, ‘você não usa maquiagem? Tem que usar’ ou se usa, ‘você usa maquiagem demais’. E eu sempre escutei muito isso. Porque meu cabelo era diferente, porque eu sempre gostei de tatuagem, porque eu sou muito grande, muito alta, ‘você é muito alta, tem que ser muito magra para ficar bonita’.

Talitah conta que passou sua adolescência inteira se sentindo mal: “Me sentia feia, desengonçada, com o pé gigante. De uma forma que eu não era. A gente até reparou isso hoje aqui neste workshop, que nenhuma mulher se enxerga como ela é. A gente olha uma mulher e pensa ‘cara, ela é perfeita’, aí um dia ela te conta que teve muitos problemas com a aparência. Aí você entende que nenhuma mulher está satisfeita, porque o mundo é patriarcal e ele foi criado para que a mulher se sinta mal, independente do recorte social dela. A mulher foi feita para se sentir mal e sempre estar abaixo. Porque se você não está 100% com você mesma, você não consegue dar 100% de você na sua profissão, na sua vida. A sociedade já foi criada para que a gente não atinja o nosso máximo”.

O TikTok entende que, ainda que seja uma ferramenta leve e divertida, exerce um relevante papel ao influenciar o comportamento de seus usuários das mais diversas idades. A plataforma entende sua responsabilidade e a importância de dar espaço para diálogos sobre diversidade, inclusão e autoaceitação.

 

DICA

” Muito álcool gel nas mãos. Lavar as mãos com frequência, evitar aglomerações, e principalmente

COM

Este cenário da pandemia, espero que as pessoas aprendam a ficar em casa, Reaprendar a ler  livros, que escutem mais, se exercitem mais, façam mais artes, e aprendam novas formas de ser e ser em quietude. Que ouçam mais profundamente, meditem mais, orem mais, e comecem assim a pensar bem diferente.

BEM LEMBRADO

Com objetivo de minimizar o impacto que o coronavírus (Covid-19) vem causando no ensino brasileiro, a Qranio, plataforma mobile de aprendizagem que usa a gamificação para estimular os usuários a se envolverem com conteúdos educacionais em todos os momentos, irá disponibilizar gratuitamente sua plataforma para que professores, escolas públicas e privadas e alunos possam continuar suas atividades à distância até a normalização das aulas.

Por meio do código “CORONAVIRUS”, os usuários poderão usufruir desse benefício durante três meses, terão acesso aos mais diversos temas e poderão utilizar a loja virtual do aplicativo para trocar suas moedas de conhecimento (Qi﹩) por prêmios reais. Para quem quiser receber as 2.500 moedas de ajuda da Qranio, basta adicionar o código “COVID19”. Além disso, para instituições de ensino, universidades e docentes que quiserem disponibilizar conteúdo exclusivos na plataforma, é necessário entrar em contato com o suporte pelo e-mail diego@qranio.com.

“Entendemos que estamos passando por um momento atípico no país e que toda contribuição é bem-vinda. Por isso, essa é uma forma inteligente que enxergamos para não prejudicar o rendimento dos alunos do ensino fundamental, médio e também ensino superior. Queremos amenizar os danos que podem ser causados na educação, levando conhecimento de forma divertida e leve. Além disso, estamos disponibilizando mais de 5 milhões de conteúdos em formato de trilhas de aprendizagem gamificadas, para que todos possam aproveitar da melhor forma possível”, explica Samir Iásbeck, CEO da Qranio.

Sobre a Qranio

Qranio , é uma plataforma mobile que tem como objetivo auxiliar empresas na criação de treinamentos personalizados para seus colaboradores e que usa gamificação para estimular seus usuários com conteúdos educacionais. Seu foco é criar cursos que possibilitem que os funcionários destas organizações tenham acesso às informações na hora e no local que necessitam, por meio de recursos que incentivam o autodesenvolvimento. Com base em conteúdo adaptado, baseado em microlearning, a plataforma se encaixa no estilo de vida “on the go” dos colaboradores. O Qranio também possui uma solução de onboarding que digitaliza todo o processo de contratação, desde a pré-admissão até 90 dias de admissão, fazendo a integração dos novos colaboradores. Além disso, a empresa tem seu aplicativo disponível gratuitamente para Android e iPhone (iOS) e já conta com mais de 1 milhão de usuários inscritos e 43 milhões de perguntas respondidas. O app também disponibiliza uma loja virtual onde os usuários podem trocar suas moedas virtuais (os Qi﹩) por prêmios reais.

O

Que causaria mais pânico na população? Um vórus incurável, ou ficar 60 dias sem celular?

APROVEITANDO

Que quase todos os seguimentos estão sendo fechados, quem sabe o Exercito lacra o Congresso Nacional, e o $TF, faz a desintoxicação do vírus da corrupção lá instalado, prende os bandidos faz o balanço e reabre depois de 100 dias de quarentena.

FRASE

” As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem. E quando os poderes Legislativo e Judiciário são contra o povo, o Presidente tem autoridade para fecha-los.”

LEITURA

AS BATALHAS MAIS DECISIVAS DA HISTÓRIA – Jim Lacey e Williamson Murray
Dois mestres modernos da história militar apresentam as vinte batalhas mais determinantes de todos os tempos, numa viagem emocionante através das eras até os momentos de conflito que moldaram a história da humanidade. Das batalhas da Antiguidade à Guerra do Golfo, James Lacey e Williamson Murray apresentam os imperativos culturais que levaram países ao campo de batalha, as experiências dos soldados, e os lendários comandantes e estadistas que tomaram decisões que mudaram o curso da história. Uma explicação vigorosa, vívida e memorável sobre como o poderio militar moldou a história.

ABRAÇOS

Coluna Opinião Formada – Walter Lemos Filho – E-mail: walterlemos1961@gmail.com