Publicidade

O único caso registrado oficialmente de uma pessoa infectada pelo COVID-19 em Biguaçu é de uma mulher de 35 anos que contraiu a doença em São Paulo.

Segundo o secretário de Saúde de Biguaçu, Daniel Luz, o município está dando todo o suporte para essa pessoa que está isolada e que não transmite mais o vírus porque passou o período de transmissão.

Luz salienta também que o marido e cunhado dessa mulher estão em avaliação e também cumprem quarentena em sua casa

Daniel informa que existem 4 equipes médicas rondando a cidade e que elas são compostas por médicos, enfermeiros, psicólogo e técnicos em enfermagem.

Em Biguaçu, diferente de outros municípios, tem uma ambulância toda preparada para receber infectados. É praticamente uma UTI ambulante.

O secretário cita também que Biguaçu tem 4 unidades básicas de saúde (a do Prado, Saveiro, Fundos e Marco Antônio) só para atender casos de problemas respiratórios que é o principal sintoma do infectado pelo COVID-19. O horário de atendimento nessas unidades básicas de saúde é das 7 as 22h.

Além disso, tem uma tenda 24h em frente a UPA de Biguaçu recebendo pessoas com sintomas e a secretaria disponibilizou os números 0800 601 2282 ou WhatsApp 99110.6948 / 99194.3376 para atender a comunidade.

Daniel Luz afirma que o hospital regional de Biguaçu tem 14 leitos semi-intensivos totalmente preparados para atendimento de pessoas que possuírem a contaminação.

E existe também mais 24 leitos de retaguarda. Quem for na UPA ou em uma das 4 unidades de saúde e estiverem com o sintoma do vírus e precisarem de internação o município já tem a disposição esses 24 leitos e mais 14 para os casos mais graves.

Em Antônio Carlos teve 3 casos e um deles acabou passando por Biguaçu onde o paciente foi tratado e salvo. Já o que foi para São José acabou falecendo.

A secretaria de Saúde está tão preparada que inclusive emprestou ao governo do Estado 6 ventiladores, como é chamada a máquina que ajuda no tratamento de quem está com problemas respiratórios, uma das causas ocasionadas pelo CORONAVÍRUS.

Daniel colocou o SAMU provisoriamente no galpão do Multiuso que fica no Jardim São Nicolau no bairro Universitário e conta com o apoio do Bombeiro.

Toda essa antecipação planejada e preparada ao combate ao CONVID-19 está dando resultado. Biguaçu é o 16º município do Estado e foi o último da grande Florianópolis a ter o caso da doença.

A preocupação é tão grande que a secretaria está monitorando 37 pessoas que vieram da Europa.

Hoje Biguaçu pode dizer que está preparado para o pior mas o secretário, que faz 17 dias que não vê a família direito por causa do trabalho árduo, salienta que é muito importante não sair de casa e em caso de ter sintomas não procura imediatamente a UPA ou as 4 unidades básicas de saúde e sim contactar o BiguaSaúde. (Décio Baixo Alves).

 

Daniel Luz: “Estamos preparados”. (Foto Arquivo JBFoco)
Publicidade