Publicidade

Por causa do escândalo dos respiradores, os biguaçuenses Douglas Borba e Matheus Hoffmann foram sumariamente expulsos do PSL, partido do governador Carlos Moisés da Silva, pelo presidente da Executiva Estadual, Fábio Schichet. Douglas antes ocupava o cargo de secretário geral do partido e Matheus o de tesoureiro.

Matheus Hoffmann acabou sendo sendo exonerado do cargo de secretário adjunto de Estado da Casa Civil. Motivo: como havia sido nomeado por Douglas, que caiu em desgraça, acabou caindo também por causa dos lações de amizade.

 

https://chat.whatsapp.com/DzUCpmYip17KFtkEeyNpaD

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade