Publicidade

Informa a assessoria de imprensa: “Na quarta-feira, dia 22 de julho, ocorrerá uma série de ações no município em prol do dia municipal de combate ao feminicídio. O projeto que institui a data foi proposto pelo vereador Elson João da Silva e tem por objetivo garantir um dia de luta, a fim de que a sociedade e as instâncias públicas se reúnam em torno de ações e de conferências de políticas de combate à violência contra à mulher.

Conforme prevê a proposição, o objetivo é difundir informações e reflexões sobre o tema, conscientizar jovens, adultos e a comunidade escolar sobre a importância e respeito aos direitos humanos, e ainda promover eventos para debate público sobre o assunto. Para atender esta finalidade, poderão ser realizados debates, seminários, campanhas, palestras e outras atividades.

Na exposição de motivos, o vereador Elson traz dados oficiais. Segundo a ONU, seis mulheres são vítimas de feminicídio a cada hora no mundo. Conforme o IBGE, o assassinato de mulheres cresceu 30% em 10 anos no Brasil, tendo em média 13 mortes por dia. Atualmente, a taxa de feminicídio no Brasil é registrada como a 5ª mais alta do mundo. Segundo o mapa de violência 2015, o número de assassinatos chega a 4,8 para cada 100 mil mulheres.

Elson defende que “a sociedade não pode ter como prioridade a punição, mas sim evitar a morte de mulheres. Não podemos negar que houve alguns avanços nesse sentido, como a Lei Maria da Penha e A Delegacia de Defesa da Mulher, mas diante do cenário ainda é pouco. Precisamos unir poder público e comunidade na luta em prol da prevenção, a fim de que o município não faça parte das estatísticas negativas em relação ao feminicídio.”

 

Elson da Rússia e Nei Cunha. (Foto CMB)

https://chat.whatsapp.com/IG6sLw6aHO5CjRXeBtSCkM

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade