Publicidade

Ozias Alves Jr

E-mail: reportagemjbfoco@gmail.com

 

Assisti a um vídeo de um certo Henry Bugalho, se não me engano filósofo formado, com críticas a Olavo de Carvalho.

Quem quiser assistir ao vídeo intitulado “Olavo de Carvalho manda Joel calar a boca no Morning Show”, o link é

Vou reproduzir o que escrevi nos comentários desse vídeo, pois acho que é interessante termos em mente que podemos criticar quem quer que seja, mas precisa ter argumentos fundamentados. Tenho percebido que a maioria dos brasileiros não lê nada, não tem (in)formação alguma, mas dá-se ao direito de opinar sobre tudo e todos e a criticar virulentamente quem quer que seja sem pelo menos dá-se ao trabalho de examinar exatamente o que o adversário escreveu ou disse para argumentar com solidez.

Confira o comentário: “Cidadão Henry. Esse seu ódio contra Olavo de Carvalho virou um misto de obsessão e “apaixonite”.

Mas vamos deixar claro: é salutar alguém atacar algum “embusteiro” que vem ganhando espaço sobre as multidões. Nesse caso, alguém que revela os embustes, os erros e os malefícios do “guru” é muito importante para o desenvolvimento da humanidade ao não ser enganada.

No entanto, vejo que você está tentando atacar o Olavo de qualquer jeito, não importando que está no piloto automático do “tentar vencer a discussão no grito”.

Mas vamos deixar bem claro mais uma vez: você não está errado no santo direito de denunciar o que está errado. Se Olavo é o maior “embusteiro” de todos os tempos, continue denunciando-o.

Mas você tem de fazer o básico do básico do básico e este consiste no seguinte:

 

  • Ler os livros de Olavo e anotar as teses lá contidas.
  • Escrever seu próprio livro apresentando ponto a ponto as teses de Olavo e REBATENDO-AS com todo manancial que a filosofia ao longo dos últimos dois mil anos disponibilizou.

 

Se você não fizer isso, não mostrar quais são as teses de Olavo e onde estão os erros nelas, só podemos concluir que você é apenas mais outro que quer vencer o argumento “no grito” e mais nada.

Considere isso como uma crítica amiga.

 

EXEMPLO

Não faz muito tempo que atacou Olavo e, no meio da “gritaria” toda, você afirmou que o filósofo (sem diploma, diga-se de passagem) “delirou” ao afirmar que a “escravidão branca” promovida pela civilização árabe contra os negros africanos e brancos europeus fora numa escala muito maior do que a do tráfico negreiro da África para a América.

Ora, ora, Olavo é um “mentiroso”, “delirante”, “velho gagá” etc. No entanto, você ignora total e completamente a bibliografia que se produziu ao longo dos últimos 30 anos sobre o assunto, de autores norte-americanos e europeus sobre a história da escravidão branca no mundo islâmico nem falar os 17 milhões de africanos escravizados pelos árabes, mais de três vezes mais em comparação a escravidão nas Américas.

Um dos autores é o Serge Bilé, um jornalista da Costa do Marfim (um negro, ou seja, não é um branco querendo negar a “culpa” dos brancos na história da escravidão), autor de “Quand les noirs avaient des esclaves blancs” (Quando os negros tinham escravos brancos), sobre os escravos brancos capturados na Europa por piratas árabes e negros e levados para a África, a mesma que desde os tempos bíblicos já promovia a escravidão de seus semelhantes.

Não tem problema algum você atacar Olavo dizendo que ele é um “mentiroso” ou “desinformado” ou o que seja a respeito da “escravidão branca” como também a africana.

Mas nesse pequeno episódio, ficou patente que você simplesmente ignora o assunto, não conhece a bibliografia do tema e, mesmo assim, dá-se ao direito de dar palpites sobre o que disse Olavo que, ao contrário de sua pessoa, leu sobre o tema e informou ao público sobre esse detalhe desconhecido pelas massas.

Nada contra a liberdade de criticar, mas seria interessante fazer isso de forma profissional: faça a seleção criteriosa dos maiores erros de Olavo publicados em seus livros.

Se você não fizer isso, será a repetição do episódio de sua crítica a Olavo sobre a “Escravidão Branca” que, no final, só mostrou quão desinformado você é.”

 

https://chat.whatsapp.com/D7vhA0aRnv1AwiF51xznxl

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio Carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade