Stay connected

Trending News

Crônica

Na Cadeira do Barbeiro- De repente 

Deivison Pereira E-mail: deivisonjornalista@gmail.com   De repente acontece algo bom, mas de repente acontece algo ruim. Praticamente tudo acontece de repente. A festa que não queríamos ir, estávamos cansados e desanimados, mas logo que chegamos vimos um rosto e um sorriso que mudaria a nossa…

Crônica

Na Cadeira do Barbeiro – Mara 

Deivison Pereira E-mail: deivisonjornalista@gmail.com   O despertador dá o sinal, são 5:45h e o sol ainda não apareceu. O corpo apresenta o cansaço dos dias anteriores; os olhos custam a se abrir. Ela senta-se, mas ainda têm breves sonhos; seu corpo balança sentada na cama….

Crônica

Coluna Na Cadeira do Barbeiro – De onde vem esses…? 

Deivison Pereira E-mail: deivisonjornalista@gmail.com Riso, choro, alegria, tristeza, perdão, raiva, generosidade, mesquinhez, humildade, arrogância, modéstia, vaidade? Todas as 12 características mencionadas são qualidades; dificilmente alguém duvidaria que 6 são desejáveis e as outras indesejáveis. Tampouco alguém assumiria que possui quase todas e sentiria orgulho disso….

Crônica

Na Cadeira do Barbeiro – Com abas 

Deivison Pereira E-mail: deivisonjornalista@gmail.com  Com abas   Fábio estava desanimado, aliás, professores, radialistas, jornalistas e tantos outros têm motivos para o desânimo. Mas como são amantes do que fazem e determinados em seus projetos, além de teimosos, nunca desistem. O professor Fábio aproveitou o dia para…

Crônica

O “Espeto” 

Uma cena ficou na minha memória. Era a de um filme a respeito da história de Zumbi dos Palmares. Tratava-se da chegada do exército de Domingos Jorge Velho (1641-1705) ao Quilombo dos Palmares, o reduto do famoso líder negro. E na frente daquele exército, cujo…

Crônica

Na Cadeira do Barbeiro- O abraço 

Deivison Pereira E-mail: deivisonjornalista@gmail.com   Na barbearia do Otávio a turma falava sobre como mudou de maneira positiva o modo como os pais têm demonstrado seu amor pelos filhos; mais sentimentos e menos vergonha. Beijos, abraços e outras expressões de afeto demonstradas em público pelo pai…