O acidente aconteceu às 10h50 da manhã de hoje (quinta, 17/08), na entrada do CTG (Centro de Tradições Gaúchos) Sela de Prata, no bairro Fundos, perímetro urbano de Biguaçu.

Um operário chamado Paulo, 37 (seus colegas não sabem seu sobrenome), encontrava-se em cima da torre que vem sendo construída na entrada do CTG. Essa torre abrigará um transformador.

Ele trabalhava normalmente quando encostou sem querer, com a cabeça, num fio de alta tensão que passa justamente em cima da cita torre. Foi aí que Paulo levou uma descarga elétrica e desmaiou. Entrou em convulsão. Ficou em cima da torre. Quase caiu daquela altura.

 

TESTEMUNHAS

Nesse exato momento, do outro lado da rua Júlio Teodoro Martins, a principal do bairro Fundos, passaram a cabeleireira Roseana Francisco, 35, e sua filha Maria Fernanda, 14. Rose, como é conhecida, mora num condomínio próximo ao local do acidente e havia recebido um telefonema da escola Emérita Duarte Silva e Souza, onde sua filha estuda. A menina passou mal e a mãe foi buscá-la.

Mãe e filha caminhavam pela rua Júlio Teodoro Martins. A distância da escola em questão até o condomínio é pequena e, no meio do caminho, passam pela entrada do CTG.

Elas estavam caminhando e conversando no momento exato do acidente. Segundo Maria Fernanda, houve uma explosão e o operário caiu em cima da torre. Entrou em convulsão.

A cena deixou mãe e filha aterrorizadas sem saber o que fazer. Rose filmou de seu celular a cena do acidente.

Rose depois entrou em contato com o JBFoco para reclamar que o fio de alta tensão acabou sendo desligado pela Celesc depois do acidente. Ela pede que seja feita alguma investigação sobre o acidente. “Para evitar novos acidente e a morte de pais de família, esse acidente precisa ser investigado”, observa Rose.

 

HOSPITAL

Paulo, que mora no bairro Fundos, foi levado às pressas para o Hospital Regional de São José. Segundo seus colegas, não corre risco de morte. No entanto, ainda não se sabe se Paulo terá sequelas desse acidente.  O acidentado é operário autônomo que presta serviços.

 

 

Depois do acidente, a Celesc desligou o fio que provocou o acidente. (Foto JBFoco)

 

Acidente, Eletrocutamento, CTG Sela de Prata
Torre fica ao lado da entrada do CTG Sela de Prata. (Foto JBFoco)