Maria da Silva Marcelino, moradora na rua Marechal Deodoro, final do centro de Biguaçu, reclama que a tampa que havia na calçada na citada via foi destruída provavelmente de madrugada por caminhão da coleta de lixo.

E se não bastasse isso, a tampa em questão é da rede pluvial onde passa o esgoto. O mau cheiro está empestando o comércio local. Vale lembrar que nas vizinhanças funciona a loja Koerich, o açougue do filho de dona Maria, uma agropecuária, uma loja e, sem falar que o local fica em frente à casa do juiz aposentado, Carlos Ronald Schmidt, popular “seu Carlinhos” ou “C. Ronald”, como é conhecido no meio artístico. Para quem não sabe, C. Ronald é um dos mais conhecidos poetas da moderna literatura catarinense.

Maria pede à prefeitura o reparo imediato dessa tampa como também de um buraco próximo que surgiu sabe-se lá como (teria sido a Casan? Quem abriu o buraco no meio do asfalto da rua Marechal Deodoro?)

Com a palavra, a Secretaria Municipal de Obras da Prefeitura de Biguaçu.

VÍDEO