Publicidade

Aislan Cruz, 18, o jovem que desferiu dois golpes de facão em um homem num bar no bairro Canudos, Antônio Carlos, na noite de ontem (domingo, 12/11), alegou que fez isso para defender seu pai que estava sendo agredido por dois homens.

Segundo o advogado que defende Aislan, José Braz da Silveira, Aislan encontrava-se dentro de carro dirigido por seu pai. Este parou o veículo na frente do bar. O pai saltou com o objetivo de comprar bebidas com o objetivo de levá-las para casa. O jovem ficou no carro.

De repente, eis que viu seu pai sendo agredido por dois homens. De acordo com o advogado, Aislan sacou o facão de seu pai, que se encontrava dentro do carro. Tanto ele quanto o pai são serventes de pedreiros e posssuem vários equipamentos, entre os quais ferramentas agrícolas, entre as quais facões usados na poda de árvores e mato em geral.

Sem saber qual o motivo dos homens estarem agredindo fisicamente seu pai, Aislan partiu para cima do suposto agressor. Segundo sua defesa, esse agressor estava soqueando seu pai e este teria recebido um soco certeiro que o levou à queda em cima de um monte de tijolos.

Aislan alegou que teve de usar o facão para defender seu pai.

A reportagem do JBFoco ainda não tem o nome nem a versão do homem atingido por golpe desferido por Aislan.

 

Cidadão que esfaqueou antoniocarlense em bar é enquadrado por tentativa de homicídio

Publicidade