Publicidade

No vídeo aqui apresentado, o senador Álvaro Dias, hoje no partido Podemos, informa que abriu mão da aposentadoria a que tem direito por justamente ter sido ex-governador do Paraná, estado que administrou entre 1987 a 1991.

Salientou que essa aposentadoria é “Direito Líquido e Certo” estabelecido pela Constituição. Mas Álvaro Dias abriu mão de receber esse salário. Em 26 anos, Dias deixou de receber um total aproximado de R$ 10 milhões. Álvaro Dias é o único ex-governador de estado do Brasil que abriu mão desse privilégio.

Há pessoas que, se o caso fosse analisado com rigor, não teriam direito a essa aposentadoria, mas também recebem como é o caso de viúvas e outros parentes.

Em 10 anos como Senador, Álvaro observa que abriu mão de dois importantes privilégios: a verba indenizatória e o auxílio moradia. Este último é um auxílio de R$ 5.500,00 para que políticos possam alugar casas ou apartamentos se não quiserem morar em apartamentos funcionais dados pela câmara, o que também o senador Dias abriu mão.

Segundo Álvaro, somando esses privilégios, ele deixou de colocar no bolso R$ 50 mil por mês.

Observou que há políticos que criticam esses privilégios, mas não abrem mão dos seus privilégios. No entanto, Álvaro salientou que não é suficiente criticar, mas sim é preciso dar o exemplo e ele particularmente deu.

 

VÍDEO

 

Publicidade