Publicidade

Pelo jeito, o vice-prefeito, Vilson Alves (PP), não poderá ser candidato a prefeito de Biguaçu em 2020 caso for cumprida ipsis litteris uma lei cujo projeto foi apresentado em abril de 2016 cujo autor, o vereador Douglas Borba (PP), conseguiu aprovar.

A lei em questão determina: prefeitos eleitos que não cumprirem as promessas de campanha serão BANIDOS automaticamente das próximas eleições e não poderão ocupar cargo eletivo.

Talvez Vilson consiga safar-se dessa lei porque a lei não é explícita com relação ao vice. Além do mais, seria como se o filho fosse considerado pelos erros do pai. Mas o fato é que Alves foi eleito pela chapa encabeçada por Ramon Wollinger. No entanto, Vilson terá de suar a camisa para explicar as razões do que Ramon Wollinger, cuja fotografia aparecia ao lado da sua, não ter cumprido grande parte das promessas eleitorais da campanha de 2016 até o presente momento. Ou seja, vice não é o “cacique”, mas paga o pato do prefeito caso este não é zeloso pelo que prometeu.

Como Ramon não poderá candidatar-se novamente a prefeito porque já está no seu segundo mandato, o “pepino” está nas mãos de Vilson. Ele terá de suar a camisa para fazer com que as promessas sejam cumpridas para que o descumprimento delas não virem um prato cheio dos adversários para atacá-lo nos debates eleitorais.

Vilson Alves: vai ter de suar a camisa para não pagar o pato deixado pelo prefeito Ramon se este realmente não cumprir o que prometeu na campanha. (Foto Arquivo JBFoco)

 

Douglas Borba é autor de uma lei que determina o banimento do prefeito que não cumprir as promessas de campanha. (Foto Arquivo JBFoco)

 

PROMESSAS

Uma leitura das promessas que Ramon (e Vilson inevitavelmente encontrava-se ao lado, porque, repetimos, era o vice da chapa), mostra que, entre o que está registrando como “promessa” e o realmente “cumprido”, há uma longa distância.

Para efeitos didáticos, apresentamos aqui uma lista das promessas de Ramon e o que aconteceu.

A lista encontra-se no link https://eleicoesepolitica.net/prefeito2016/prefeito/_programadegoverno/SC/80454/55

 

O QUE RAMON PROMETEU A situação hoje
Novo Sistema Municipal de Transporte, interligando os bairros. A população alega que não está funcionando.
Tarifa social Era a famosa tarifa de “R$1,00” para os ônibus intermunicipais. Ficou literalmente na promessa
Transporte municipal integrado ao metropolitano através de terminal central Isso é um projeto do Governo Estadual decidido por lá e fora da alçada da prefeitura.
Implantação de ciclovias interligando o município de Biguaçu Tirando a ciclovia da avenida Marcondes de Mattos que liga o centro de Biguaçu ao bairro Praia João Rosa, onde há uma, aberta na época do prefeito Castelo, onde é que foi construída outra?
Ampliação do Monitoramento por câmera Antes de se querer “ampliar” o monitoramento, é preciso que este funcione de verdade. Em dezembro passado, a loja Magazine Luíza, situada na “cara” da câmera de monitoramento, foi arrombada de madrugada e até o presente momento a prefeitura não deu explicações públicas. Só falta um dia os bandidos assaltarem a própria sede da prefeitura.
Acesso Morro da Bina x Saveiro ???
Transformar o Ginásio Nagib Salum em Centro Multiuso para eventos Nem sombra disso aconteceu.
Calendário/ Agenda Cultural do Município (Festivais de música, “Música da Terra”, Festa das Etnias etc)’ Festivais de música em Biguaçu? Onde? Cadê esse projeto?
Concha acústica para eventos na Praça Nereu Ramos (fixo) Nem sombra disso.
Revitalização do Casarão Born (transpormar em Centro Cultural) Mas o Casarão Born já era um “Centro Cultural”.
Implantar trilhas ecológicas Pelo jeito, só ficou no papel.
Construção de Unidade Básica de Saúde do Carandaí Procuramos no Google a lista dos postos de saúde de Biguaçu, mas lá não consta, ou seja, ainda não foi cumprida a promessa da construção dessa unidade de saúde.
Casa de Apoio à Mulher (jurídico, saúde, assistência, Cras, Delegacia da Mulher) Até o presente momento, nada.
Ampliar o Projeto de Educação Ambiental e implantar a Escola Ambiental Rural Nada
Criação de Parques Urbanos Municipais Em dezembro do ano passado, foi inaugurado o Parque Urbano Lagoa do Amilton. Mas e os demais? A prefeitura não divulgou. Vale lembrar que a palavra “parque” está no plural.
Criar Unidades de Conservação em várias regiões do município Quer dizer, parques ecológicos, não? Se não estivermos enganados, nenhum parque ecológico foi criado até o presente momento.
Revitalização das margens do Rio Caveiras no bairro Saveiro Continua o mesmo esgoto de sempre.
Projeto de manutenção das vias públicas e praças Pouco tempo atrás, o vereador Nei Cunha colocou uma roçadeira nas costas e ele mesmo fez a limpeza de uma praça no Carandaí.
Projeto Calçada Legal Não saiu do papel.
Projeto Vou pela Sombra, ampliando a arborização urbana Nem sinal disso
Construção do 2º horto municipal Também nem sinal disso.
Programa Renascer- Programa para recuperação dos rios de Biguaçu Ai, ai, ai!!! Também nem sinal disso.
Ferramenta para agendamento de consultas e exames via internet Parece que foi cumprida, mas não é a secretaria de Estado da Saúde que elaborou esse projeto? É preciso averiguar.
Famabi Digital Site? Consulta dos processo on line?
Implantação da Agenda Anual da “Prefeitura com Você” nos bairros Não sabemos se isso vem sendo cumprido. É uma medida bem simples. O prefeito reunindo-se com as comunidades lá nos bairros.
Subprefeitura na Região Sul (Gabinete do Prefeito e vice e Pró-Cidadão) O que sabemos é que o Pró-Cidadão está na rua Lúcio Born, centro de Biguaçu. Se foi construído um “Pró-Cidadão” no “sul” (leia-se Bom Viver, Janaína ou Mar das Pedras), desconhecemos. Parece que não. Que a assessoria de imprensa da prefeitura nos informe a respeito.

 

RANKING

Em comparação às promessas de Raimundo Colombo (governador) e Gean Loureiro (prefeito de Florianópolis), Ramon não se encontra numa posição boa, pois de 26 promessas, se cumpriu duas ou três é muito, conforme visto antes.

VIDEO

 

Aqui o vídeo do vereador Douglas Borba (PP) informando a respeito de seu projeto de lei a respeito da punição a quem for eleito não cumprir as promessas de campanha, quer dizer, para ganhar a eleição, promete mundos e fundos, mas, depois de eleito, às favas o que disse antes.

 

 

Aqui uma reportagem a respeito da cobrança de promessas eleitorais a nível de Brasil

 

 

COLOMBO É O TERCEIRO NO RANKING DE GOVERNADORES QUE MAIS EXECUTARAM PROMESSAS DE CAMPANHA

 

EXCLUSIVO: G1 DIVULGA RANKING DOS GOVERNADORES QUE MAIS CUMPRIRAM PROMESSAS DE CAMPANHA EM 2017

 

RIO DE JANEIRO- O G1 acaba de divulgar o ranking das promessas dos governadores dos estados do Brasil, referente ao terceiro ano de mandato, em 2017 (*). G1 acompanha durante os quatro anos de mandato o cumprimento das promessas de campanha que foram registrados no TSE. No ano passado, 2017, o Mais RO publicou o ranking, onde o governador de Rondônia, Confúcio Moura (MDB) liderou as promessas cumpridas até 2016, seu segundo ano de mandado (veja AQUI). Desta vez, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) assume a liderança. De 78,37% das promessas de campanha cumpridas, Dino passou para 91,89%. Já o governador de Rondônia aumentou o índice de promessas cumpridas de 78,78% para 84,84%, mas ficou abaixo do governador do Maranhão. Flávio Dino promoveu uma verdadeira revolução no Maranhão, se destacando, ao lado de Confúcio Moura, como grandes administradores no momento em que o País vive sua pior crise econômica e política.

 

Para visualizar o levantamento completo de todos os governadores feito pelo G1 clique AQUI. Veja a lista completa com os índices calculados com exclusividade pelo Mais RO (**).

 

1 – Flávio Dino – MA – 91,89%

 

2 – Confúcio Moura – RO – 84,84%

 

3 – Raimundo Colombo – SC – 82,60%

 

4 – Marconi Perillo – GO – 81,81%

 

5 – Camilo Santana – CE – 80,00%

 

6 – Geraldo Alckmin – SP – 75,00%

7 – Simão Jatene – PA – 73,33%

8 – Paulo Câmara – PE – 66,66%

9 – Marcelo Miranda – TO – 62,50%

10 – Waldez Góes – AP – 61,76%

11 – Wellington Dias – PI – 60,00%

12 – Beto Richa – PR – 59,21%

13 – Rui Costa – BA – 59,13%

14 – Jackson Barreto – SE – 57,37%

15 – Pedro Taques – MT – 56,52%

16 – Ricardo Coutinho – PB – 53,03%

17 – Robson Faria – RN – 52,63%

18 – Renan Filho– AL – 52,38%

19 – Fernando Pimentel – MG – 52,17%

20 – José Ivo Sartori – RS – 50,00%

21 – Suely Campos – RR- 48,93%

22 – Paulo Hartung – ES – 48,38%

23 – Rodrigo Rollemberg – DF 48,27%

24 – Reinaldo Azambuja – MS – 47,82%

25 – Luiz Fernando Pezão – RJ – 44,11%

26 – Tião Viana – AC – 16%

 

* Programa de governo executado ou parcialmente executado até 02/01/2018.

 

** O G1 parou de avaliar a execução do Plano de Governo do Amazonas devido a destituição do cargo de José de Melo, por isso o governo do Amazonas deixou de constar no ranking.

 

Fontes: MAIS RO com informações do G1

Publicidade