Publicidade

O vice-prefeito Vilson Alves teve um papel preponderante nas últimas eleições municipais. Se não fosse ele e o ex-prefeito Castelo, Ramon não ganharia a disputa com 82 votos de diferença.

Alves tem a fama de ser um trator em eleições na hora de pedir o voto e de cumprir compromissos. Por isso Vilson tem de tudo para ser o candidato da situação a prefeito no próximo pleito eleitoral municipal.

No entanto esse negócio de defender o que não tem defesa como a criação de novos cargos comissionados na PMB é um erro político enorme. O desgaste será grande.

Em tempos de crise, criar “tetas” na gestão é um tiro no pé. Vilson tem que começar a dizer para o povo que é contra gastar quase um milhão em patentes, 180 mil em cafezinhos e que não compactua com a criação de novos cargos. Quem quer ser prefeito tem que ter um discurso de redução de gasto e não o contrário.

Quem avisa amigo é!

 

Décio Baixo Alves

E-mail: decio@jbfoco.com.br

AVISO
Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.
bit.ly/WhatsJBFoco

Publicidade