Publicidade

Haja gastos no mínimo questionáveis na administração do prefeito Ramon Wollinger (PSD)!!! Desta vez, a questão é: Ramon gastou R$ 5.462,50 na “produção” de “fotos e molduras”. Trata-se daquele quadro da foto oficial do prefeito.

O gasto aconteceu no dia 5 de fevereiro deste ano, segundo informa um ofício assinado por Karoline Wollinger, secretária de governo e irmã do prefeito Ramon.

Detalhe: o vereador Salmir da Silva (MDB) teve de apresentar um requerimento na câmara para exigir que Karoline lhe enviasse um relatório sobre gastos com publicidade nos anos de 2017 até o início de maio deste ano de 2018. Quer dizer, o vereador teve de ser incisivo para conseguir uma informação que deveria ser pública e de fácil acesso.

Na página 3 do relatório, consta que o Estúdio Fineart cobrou R$ 5.462,50 na “produção” de “Fotos e Molduras do prefeito”.

Mas para Salmir, essa informação ainda não quer dizer absolutamente NADA. Quanto custou a produção da foto oficial? Quantas molduras foram feitas? Quanto custou cada moldura? Qual foi o material usado na moldura? Sim, essa pergunta é muito importante, pois dependendo do material, o preço varia. Uma coisa é fazer uma moldura de “jacarandá”; outra é usar compensado. Portanto, a necessidade da informação exata.

De acordo com o vereador, não adianta ter um portal da transparência onde consta o preço TOTAL do gasto. Tem de especificar cada item do gasto para que a população confira como o dinheiro público foi gasto. É o mínimo do mínimo da transparência, mas, em Biguaçu, esse óbvio não é seguido.

O fato público e notório é que a prestação de contas da administração Ramon é tudo vaga, sem especificação de nada. Ora bolas! Que significa fotoS e molduraS do prefeito? Afinal de contas, qual o número?

 

MATEMÁTICA

Conforme o leitor pode conferir na reprodução, o relatório enviado pela secretária Karoline só consta a informação “fotos e molduras” e o preço total de R$ 5.462,50.

Pelo que se pode concluir, são aquelas fotos oficiais que são colocadas nas secretarias e escolas municipais.

A pergunta é: quantas secretarias há na prefeitura de Biguaçu? Quantas são as escolas do município?

Ao todo, são 20 as secretárias e repartições, de acordo com o site oficial da prefeitura onde aparece um organograma da administração pública municipal. O número de escolas e creches municipais é seis, mas vamos arredondar para 10, pois o site da prefeitura não apresenta uma lista oficial de suas escolas e creches. Contamos seis o número de escolas num site com a lista de todas as escolas de Biguaçu. Arredondamos para 10 na hipótese de que o site esteja incompleto.

Portanto, são 30.

Detalhe da prestação de contas que a irmã de Ramon foi obrigada a prestar sobre gastos com publicidade. Em destaque, foto e moldura do prefeito. (Foto Reprodução) 

Detalhe da madeira. Aparentemente não tem nada de especial, mas é igual ao dos outros quadros… (Foto JBFoco)

 

Salmir da Silva: vereador luta para conseguir aprovar seu projeto de lei que torna obrigatória a prestação de contas mais detalhadas dos gastos da prefeitura. (Foto Arquivo JBFoco)

 

Galeria de fotos dos prefeitos de Biguaçu na escada do hall de entrada da prefeitura de Biguaçu. (Foto JBFoco)

 

CÁLCULO

O empresa “Incentivando a Arte Molduras e Espelhos”, de Biguaçu, cobra R$ 40,00 (moldura do tamanho A3) e R$ 60,00 o A4.

Façamos a conta: 30 x R$ 40,00 (o mais barato)= R$ 1.200,00.

30 x R$ 60,00 (o mais caro)= R$ 1.800,00.

Como o gasto total foi R$ 5.462,50, sobram R$ 3.662,50. Portanto, a foto teria custado mais ou menos esse preço.

É verdade que se trata de uma foto produzida, meio artística, que requer todo um trabalho de produção, mas dentro do quadro da necessidade de economia, gastar R$ 5.462,50 para o prefeito ter a “vaidade” de ter sua foto nas repartições, secretárias, escolas e creches, merece alguma reflexão.

Uns podem dizer: R$ 5.462,50 não são “nada”. Mas, se for pesquisar, é possível economizar pelo menos 1/3 desse valor.

Mas vale lembrar que o gasto não se resume a isso. Ramon torrou mais de R$ 600 mil em publicidade boa parte desnecessária, quase R$ 1 milhão em aluguel de banheiros químicos, sem falar de marmitas, cafezinho (cuja licitação foi cancelada devido à repercussão negativa do gasto excessivo que seria feito nesse item), show do Titãs e da atriz Elizabeth Savalla (isso numa cidade que não gasta um tostão em oferecer curso de teatro amador), entre outros gastos questionáveis.

CONCLUSÃO

Se não bastasse estar mal na foto na greve (episódio que acarretou desgaste na imagem perante os servidores devido à tática de usar a justiça contra o sindicato alegando esvaziamento de pneus, mas sem apresentar provas).

 

AVISO
Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.
bit.ly/WhatsJBFoco

Publicidade