Publicidade

A aposentada Luzia Pereira, 52, moradora de Serraria, São José, limite com Bom Viver, Biguaçu, ganhou uma abóbora que está chamando a atenção de seus vizinhos. É que o fruto (isto é, fruto. Depois explicamos) realmente cresceu e é do tamanho de uma perna humana média, o dobro do tamanho usual.

Luzia conta que tal abóbora veio do sítio do sr. José Theicheef, de Antônio Carlos, um agricultor aposentando que ainda planta por lazer e volta e meia surpreende-se com o tamanho de alguns frutos que nascem em sua propriedade.

A pergunta é: abóbora é uma “fruta” ou um “legume”? As abóboras são classificadas comumente como “legumes”, mas é um “fruto”, pois, para os botânicos, quando se corta a planta e esta tiver dentro sementes, a classificação é “fruto”.

Há exceções à regra como a banana, o abacaxi e algumas variedades de uva e laranja, que não possuem frutos. Os botânicos classificam-nas de “frutos partenocárpicos”. Qual a definição disso? Aí estaremos entrando numa aula de biologia, mas, para a curiosidade não ficar a ver navios, os “frutos partenocárpicos” são chamados comumente de “pseudofrutos”, pois a porção que se come não é o ovário desenvolvido, isto é, não tem sementes. Entendeu?

Legumes são “FRUTOS” salgados. Ex.: feijão, vagem, lentilhas etc. Verduras são, como o nome diz, partes VERDES comestíveis.

A principal diferença entre legumes e verduras que é nos legumes, o que se come são os seus FRUTOS, raízes e sementes e, nas verduras, a parte comestível restringe-se apenas às folhas, flores e hastes.

 

AVISO

Receba gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu em seu whatsapp. Clique no link abaixo, adicione nosso número (4898484-7539) e dê um OK.
bit.ly/WhatsJBFoco

Publicidade