Publicidade

A história é real e aconteceu com a pessoa do editor deste jornal.

Era por volta de 1986 ou 1987. Nesta época, com 16 para 17 anos de idade, o editor era estudante do Colégio Catarinense, em Florianópolis.

Vivia-se a febre das vídeo locadoras. Quando chegou a fita VHS, o entretenimento de assistir a um filme lançamento de Hollywood, antes possível apenas nos cinemas, mudou radicalmente. Agora podia-se assistir cinema no conforto de casa.

Não me recordo se Biguaçu já tinha locadora de vídeo nessa época. Se não tinha, iria ter em breve e, se não estiver enganado, a primeira empresa desse gênero em Biguaçu foi a M&SK, que se situava na rua 7 de Setembro, no centro da cidade.

Na avenida Beira Mar Norte de Florianópolis, havia uma locadora chamada “Vídeo Center”, que ficava não muito longe do Colégio Catarinense.

E certa vez aluguei o filme “Greystoke, a Lenda de Tarzã, o Senhor dos Macacos”, rodado em 1984 e tendo como ator principal, o astro Christopher Lambert.

Em casa, quando fui assistir, simplesmente a fita emperrou no meu vídeo cassete. Em suma: simplesmente não consegui assistir ao filme.

No dia seguinte, entreguei a fita relatando o que havia acontecido. Foi então que um cidadão, não sei o gerente, cujo sobrenome ficou-me na memória, pois era o de um famoso jornalista político da época (creio que era parente próximo do mesmo), colocou-a num vídeo cassete que havia na loja. A fita rodou perfeitamente.

Expliquei que, no meu aparelho, ao contrário, a fita não rodou, mas paradoxalmente outras rodavam perfeitamente. Não sabia o que estava acontecendo. Se o problema era meu aparelho ou a fita em questão. Disse-lhe que realmente não consegui assistir ao filme.

Então o cidadão disse que teria de provar trazendo o meu aparelho de vídeo cassete. Observei como iria carregar um trombolho daqueles dentro de um ônibus? Vale lembrar que nessa época era estudante e não andava de carro.

Mesmo assim, o funcionário da locadora exigiu o pagamento da locação. Senti-me lesado, mas paguei, apesar de estar falando a mais pura verdade.

Foi a última vez que pisei os pés nesse tal de Vídeo Center. Diante da mesquinharia (não estava contando essa desculpa cinco ou 10 vezes, mas sim a primeira vez- portanto, deveria haver um pouco de confiança), a dita locadora perdeu um bom freguês, pois não parei de alugar filmes. Pelo contrário. A diferença foi que passei a frequentar outras vídeo locadoras.

Por que estou falando dessa história? É que recentemente comprei um livro num sebo do centro de Florianópolis, a Cia do Saber, na rua Fernando Machado, 140, que antigamente pertencia a Walter Lemos, colunista deste jornal. Paguei uma quantia razoável. Quando cheguei em casa, constatei que eu havia confundido-me. Realmente eu já tinha aquela obra.

Ao retornar ao centro de Florianópolis no dia seguinte para um compromisso do trabalho, aproveitei para retornar ao dito sebo. Expliquei o meu engano e qual foi a reação do vendedor? Simplesmente trocou-me a mercadoria.

Não me exigiu “prova alguma” do que estava falando a verdade a não ser minha própria palavra. Nem ficou imaginando que eu levei o livro, tirei xerox e depois “dei uma de esperto” inventando uma “historinha” para trocar por outra obra. Nada disso. Bastou apenas minha palavra.

Um pouco de confiança não faz mal a nenhum comércio. Pelo contrário. O segredo do sucesso no comércio não é vender uma ou duas vezes a um determinado cliente, mas ter o cliente comprando por anos ou décadas a fio. Se o cliente não abusar contando a mesma desculpa quatro, cinco, 10 vezes, não há porque não acreditar na palavra do mesmo. Pura questão de bom senso, não é?

 

Ozias Alves Jr

Editor

 

 

É muito FÁCIL receber notícias gratuitamente e concorrer a uma bicicleta!

JBFoco

#jbfocowhattsapp

  1. Envie uma mensagem no whattsapp para o número (48) 9-8484-7539 com a palavra OK!

  2. Além de receber notícias GRATUITAMENTE, você concorrerá a uma bicicleta.

Prêmio a ser sorteado: Bicicleta Aro 26 Beach 18V

Sorteio: Dia 05.03.2019 ( 05 de março de 2019)

Quem já recebe as reportagens pelo whattsapp está concorrendo automaticamente.

 

 

Publicidade