Publicidade

Li nesta segunda (11/02) a notícia a respeito do Instituto de Previdência dos servidores municipais de Florianópolis. Fiquei boquiaberto.

A direção do dito instituto, que administra o fundo para pagar aposentadorias e pensões dos funcionários públicos municipais da capital, admite que está com uma dívida mensal de R$ 4 milhões por mês e que, em 10 anos, essa dívida passará de R$ 1 bilhão.

Atualmente a previdência de Florianópolis paga 3.130 beneficiários. A sua arrecadação é de R$ 14 milhões, mas a despesa gira em torno de R$ 18 milhões.

Como é que chegou a essa situação? Segundo o Notícias do Dia, isso aconteceu por vários fatores. Um deles foi sucessivos parcelamentos, isto é, a prefeitura não repassou o dinheiro, o instituto não investiu no mercado financeiro e o dinheiro devido foi parcelado em “trocentas” vezes.

Enfim, quebraram a Previdência de Florianópolis.

 

E EM BIGUAÇU?

Perguntar não ofende. E a previdência de Biguaçu? Está tudo bem? Só faltava a Previdência de Biguaçu também estar em déficit. Espero que não. Aliás, a direção da Previdência de Biguaçu poderia fazer a gentileza de enviar-me notícias de como estão as finanças da instituição e informações como quantos beneficiários possui etc.

Vale lembrar que 15 anos atrás, a Previdência de Biguaçu perdeu uma pequena fortuna na quebra do Banco Santos. O dinheiro em questão foi recuperado? Sim? Não? Por favor, esclareçam.

Em 2016, o prefeito Ramon, reeleito, andou segurando o repasse para a Previdência de Biguaçu com o objetivo de arrumar as contas da prefeitura e, depois, se a memória não estiver imprecisa, parcelou o dinheiro em não sei quantas vezes.

Vereadores de Biguaçu. Vão olhar a roça para ver se não há cobras, javalis e gafanhotos. Só faltava os servidores que trabalharam na prefeitura de Biguaçu terem alguma surpresa desagradável no futuro na hora de se aposentarem.

 

O BURACO

O leitor já se perguntou como o governo federal continua pagando as aposentadorias da Previdência Social, que gira em torno atualmente de R$ 31,5 BILHÕES?

Simplesmente o governo cobre esse rombo retirando dinheiro de outros setores. É simples assim.

Agora como vocês acham que a Previdência de Florianópolis está pagando as aposentadorias se encontra-se com déficit mensal de R$ 4 milhões?

A Previdência não faz parte da prefeitura. É um órgão independente. Não tem o controle da prefeitura para retirar dinheiro da educação, saúde, obras, IPTU etc para cobrir o rombo.

A Previdência está pagando retirando dinheiro de seu patrimônio. É como o empresário endividado que tem duas casas. Vende uma para pagar as dívidas, mas às vezes, nem essa resolve e a dívida aumenta ameaçando consumir tudo.

Já imaginaram essa situação na Previdência de Florianópolis. Espero que esse pesadelo esteja bem longe de Biguaçu.

 

Décio Baixo Alves

E-mail: decio@jbfoco.com.br

 

https://chat.whatsapp.com/FPjwOITgOdo9LQnZAJprNs

Clique no link desse grupo e receba Gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu e ainda concorre a uma bicicleta que será sorteada 5-3-2019. Nesse grupo não haverá interação, somente recebimento de reportagens do Jornal Biguaçu em Foco

 

 

É muito FÁCIL receber notícias gratuitamente e concorrer a uma bicicleta!

JBFoco

#jbfocowhattsapp

  1. Envie uma mensagem no whattsapp para o número (48) 9-8484-7539 com a palavra OK! https://chat.whatsapp.com/FPjwOITgOdo9LQnZAJprNs

  2. Além de receber notícias GRATUITAMENTE, você concorrerá a uma bicicleta.

Prêmio a ser sorteado: Bicicleta Aro 26 Beach 18V

Sorteio: Dia 05.03.2019 ( 05 de março de 2019)

Quem já recebe as reportagens pelo whattsapp está concorrendo automaticamente.

 

Publicidade