Publicidade

 Era 23 de outubro do ano passado quando Vitorcir Bulin, 57, sofreu um acidente de trabalho em sua oficina no Morro da Bina, Biguaçu. Encostou a lateral do dedo numa lixadeira e, por pouco, não teve o dedo amputado.

Ferido, correu para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na rua Quintino Bocaiúva, Biguaçu.

Até aí nada demais. Bulin foi atendido por um médico e este fez o procedimento que tinha de ser feito: fazer pontos no talho que a máquina fez n dedo da mão dele.

Passados alguns dias do pequeno procedimento, Vitorcir retornou à UPA queixando-se de fortes dores no dedo. Foi batido um raio X e foi descoberto o que estava provocando aquelas dores: um fragmento de metal da lixadeira ficou dentro do dedo dele. O médico que fez os pontos esqueceu de retirar o tal fragmento e este está provocando as dores.

Tudo se resolveria facilmente. Bastava apenas fazer uma pequena cirurgia para retirar o fragmento do metal do dedo dele. Mas aí é que começou o “pesadelo”.

NENHUMA DEFINIÇÃO

Bulin está literalmente desesperado, pois passados quatro meses do acidente, ele simplesmente não consegue marcar a cirurgia para retirar o citado fragmento em seu dedo.

“Eu não culpo o médico. Eu culpo essa tal de UPA. O erro é deles e eles não me ajudam a conseguir essa cirurgia. Eu estou com dor no braço. Não consigo trabalhar direito. Eu preciso dessa cirurgia urgentemente. Eu não posso acreditar que vão me deixar sem essa cirurgia por um erro médico. Eu quero essa cirurgia urgente. Por isso, vim ao jornal fazer esse apelo público”, observa.

Bulin procurou um advogado para entrar com uma ação com o objetivo de conseguir na justiça alguma liminar para que a UPA providencie a cirurgia dele o mais rápido possível. “Mas ele me pediu R$ 2.500,00. Como não consigo trabalhar direito, estou sem dinheiro. Não posso acreditar que vou ficar com essa dor toda e sem essa cirurgia”, observa.

Com a palavra, a secretaria de saúde que, diga-se de passagem, nunca responde aos questionamentos do JBFoco.

O telefone de Bulin é 3243-2215.

 

Vitorcir Bulin sofreu acidente em outubro do ano passado e até agora não conseguiu cirurgia para reparar erro médico da UPA de Biguaçu. (Foto JBFoco)

 

 

Segundo Bulin, médico da UPA fez pontos em seu dedo, mas não retirou fragmento de metal, isto é, costurou tudo junto. Agora fragmento está inflamando sua mão. (Foto JBFoco)

 

https://chat.whatsapp.com/FPjwOITgOdo9LQnZAJprNs

Clique no link desse grupo e receba Gratuitamente notícias da comarca de Biguaçu e ainda concorre a uma bicicleta que será sorteada 5-3-2019. Nesse grupo não haverá interação, somente recebimento de reportagens do Jornal Biguaçu em Foco

 

É muito FÁCIL receber notícias gratuitamente e concorrer a uma bicicleta!

JBFoco

#jbfocowhattsapp

  1. Envie uma mensagem no whattsapp para o número (48) 9-8484-7539 com a palavra OK! https://chat.whatsapp.com/FPjwOITgOdo9LQnZAJprNs

  2. Além de receber notícias GRATUITAMENTE, você concorrerá a uma bicicleta.

Prêmio a ser sorteado: Bicicleta Aro 26 Beach 18V

Sorteio: Dia 05.03.2019 ( 05 de março de 2019)

Quem já recebe as reportagens pelo whattsapp está concorrendo automaticamente.

Publicidade