Publicidade

A notícia foi publicada na edição de hoje (segunda, 25/03) do Corriere della Sera, um dos mais importantes jornais da Itália. Cesare Battisti confessou que foi ele mesmo o autor dos homicídios nos anos 1970 pelos quais a justiça italiana o condenou à prisão perpétua.

Acusado de terrorismo na Itália, que vivia no Brasil por força de um indulto do ex-presidente Lula (2003-2010) e revogado pelo ex-presidente Temer, Battisti passou quatro décadas em fuga e sempre negava sua participação nos crimes quando ele militava numa organização terrorista chamada “Proletari armati per i comunismo” (Proletários armados pelo Comunismo).

Dos quatro crimes pelos quais ele foi condenado, mas que negava terminantemente de tê-los praticados, Cesare Battisti confessou, perante o procurador da delegação antiterrorismo de Milão, Alberto Nobili, que executou- ele mesmo- duas das vítimas e mandou matar outras duas, em suma, duas mortes diretas e duas indiretas.

Fim do mistério.

 

https://milano.corriere.it/cronaca/cards/i-quattro-omicidi-ammessi-cesare-battisti/antonio-santoro_principale.shtml

 

Battisti admite que realmente matou. Capa da edição de hoje do jornal italiano Corriere della Sera. (Foto Reprodução)
Livro Os Cenários Ocultos do Caso Battisti. (Foto Google Images)

https://chat.whatsapp.com/DzUCpmYip17KFtkEeyNpaD

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região

Publicidade