Publicidade

Vai sair o Centro de Zoonoses de Biguaçu? Quando? Onde? A prefeitura de Biguaçu tem alguma previsão de quando essa obra vai sair? Ou perguntar não ofende: a prefeitura tem algum projeto nessa área?

Estes são alguns questionamentos do vereador Salmir da Silva (MDB), atual presidente da Câmara de Vereadores de Biguaçu.

Segundo Salmir, entra década e sai década e a questão dos cachorros de rua do município de Biguaçu simplesmente não é resolvida.

Só para o leitor ter uma ideia: em 2010, a prefeitura de Biguaçu foi notificada pela Justiça e assinou um termo de ajuste de conduta comprometendo-se a construir um Centro de Zoonoses, local onde cachorros abandonados seriam abrigados, medicados e, posteriormente, encaminhados para adoção.

Já estamos em 2019, quase uma década depois, e nada do Centro de Zoonoses. Aliás, só para o leitor ficar atualizado, no final do ano passado, a prefeitura de Biguaçu foi questionada mais uma vez na justiça, ocasião que o juiz da comarca determinou que a prefeitura construa ou instale de uma vez por todas, sem mais milongas, sem empurrar com a barriga, esse Centro de Zoonoses.

 

POLÊMICA

Na semana passada, houve mais um episódio colocando mais lenha nessa fogueira. A prefeitura de Biguaçu derrubou uma escola estadual abandonada do interior de Biguaçu.

A polêmica é que essa escolinha abandonada estava destinada a sediar o tal Centro de Zoonoses. Quer dizer, a prefeitura derrubou uma construção que serviria perfeitamente para abrigar o tão aguardado centro.

Até o presente momento, a prefeitura não se pronunciou.

 

PROBLEMA

O vereador Salmir, que é presidente da Câmara, também não recebeu um só ofício, telefonema, e-mail, enfim, uma explicação: a escola abandonada que a secretaria de obras demoliu no interior de Biguaçu era mesmo aquela que iria instalar o Centro de Zoonoses?

Outras perguntas que poderiam ter sido respondidas: a prefeitura de Biguaçu tem algum projeto de instalação do Centro de Zoonoses? Vai construir em cima da escola derrubada? Tem algum outro local? Ou simplesmente não tem absolutamente nada, ou seja, não será construído Centro de Zoonoses no município.

Por causa dessa falta de informações, talvez Salmir deverá entrar com um pedido reivindicando aos seus colegas a realização de uma Audiência Pública com o objetivo de convocar representantes da prefeitura e sociedade civil para discutir o assunto e pressionar para que a prefeitura faça de uma vez por todas essa obra.

Segundo Salmir, a situação dos cachorros de rua só vem agravando-se em Biguaçu. “É muito cachorro nas ruas. Não passa semana em que nós, vereadores, ouvidos munícipes reclamando da falta de algum lugar para abrigar os cachorros de rua. E temos de ter uma solução para isso. De um lado, existe a questão do abandono e mau trato aos animais. Por outro, temos uma questão de saúde pública que não podemos negligenciar”, observa o vereador.

“Eu peço à prefeitura que apresente um plano de ação e apresente à Câmara para nós termos ciência do projeto. O que não podemos deixar é mais uma década passar e não haver ação para resolver o problema dos cachorros de rua”, comentou Salmir.

 

CADÊ O CENTRO DE CASTRAÇÕES?

Outra pergunta de Salmir é: “quando é que o Centro de Castrações de cachorros e gatos que a prefeitura implantou anos atrás vai retornar às atividades?”

A prefeitura tinha instalado esse centro de castrações, que funcionou durante algum tempo. No entanto, o centro ficou desativado e não houve mais notícias de suas atividades.

O JBFoco também já fez essa pergunta, mas a prefeitura simplesmente não respondeu.

Salmir da Silva: questionamentos. (Foto Arquivo JBFoco)

Cachorros de rua em Biguaçu. (Foto Arquivo JBFoco)

Centro de Castração de animais de rua de Biguaçu: quando é que vai ser reinaugurado? (Foto Divulgação)

Em 15 de março de 2005, o JBFoco denunciava sobre os cachorros de rua em Biguaçu. (Foto Reprodução)

Se prefeitura de Biguaçu não tem planos de construir centro de zoonoses e destruiu a construção que poderia abrigar tal centro, como ficará a situação. (Foto Divulgação)

Funcionários da prefeitura de Biguaçu na demolição de escola abandonada. (Foto Divulgação)

https://chat.whatsapp.com/KGHnAVR0IDg76hT4dBMrAX

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

 

Publicidade