Tijuquinhas, uma das comunidades mais antigas de Biguaçu (sim, essa região é uma das mais antigas da história do município), vive um abandono impressionante.

As fotos aqui já dizem tudo. Asfaltamento descente nem pensar. Roçar as laterais das estradas, nem pensar também. Drenagem? O que é isso?

Enfim, os moradores da região pelo jeito nem sabem o que é “Secretaria Municipal de Obras da Prefeitura de Biguaçu”.

Segundo rumores, moradores pretendem quem sabe fazer uma manifestação na frente da sede da prefeitura de Biguaçu para pressionar o prefeito Ramon a parar de negligenciar a manutenção das estradas de Tijuquinhas.

O leitor Luciano Rech escreveu: “O povo de Tijuquinhas já está cansado com o total desprezo. Espero que esta indignação que é sua, minha e de muitos outros que comentaram aqui sirva de inspiração pra inovar a forma de fazer política, independente do partido. Em nosso bairro temos todos os tipos de problemas, e vc sabe muito bem quais são. Eu mesmo não resido aí há anos mas sinto um carinho enorme pelas pessoas e pelo local que cresci, os vereadores precisam percorrer o bairro e cobrar o poder executivo. Não basta pedir, tem que acompanhar as demandas e exigir ação”.

Estrada precisando de um novo asfalto. (Foto Divulgação)

 

Caramba!!! Quando é que a secretaria de obras vai limpar esta vala. (Foto Divulgação)

 

Abandono completo em Tijuquinhas. (Foto Divulgação)
Nem sequer muretas há nessa ponte de Tijuquinhas. (Foto Divulgação)

 

 

 

Precariedade na região. (Foto Suzana Adriano)

OBSERVAÇÃO

O advogado Alfredo da Silva Junior observa: “Infelizmente Castelo e Ramon acabaram com o Orçamento Participativo, há anos não vão mais nas comunidades discutir pelo menos uma pequena parte do dinheiro de todos para distribuir em obras prioritárias de cada bairro, mantem uma pessoa lá só arrumando lampada queimada com status de Secretario Municipal. Eles insistem em manter esse odioso sistema de governo de coalização, onde distribuem cargos para partidos em troca de ter a maioria na Câmara, inchando a Prefeitura, virando uma banda onde cada um toca uma música diferente. Salvo engano são mais de 100 milhões de reais o orçamento anual da Prefeitura, mas a falta de uma ação coordenada e de uma liderança independente com metas verdadeiras e respeito ao dinheiro público nos coloca reféns de um atendimento precário em todas as áreas, faltando cada vez mais estrutura nos bairros”.

 

ABANDONO

 

Cachorros que estão na rua 7 de Setembro, centro de Biguaçu. (Foto Divulgação)

 

Leitor enviou a seguinte “bronca”: “Estes cachorros estão desde quinta-feira (23/05) na minha rua, na 7 de setembro, no centro de Biguaçu.

O vizinho da frente está com uma cachorrinha no Cio…. E eles estão de plantão.

Eu e a minha esposa estamos cuidando deles, dando ração, água e colocamos uns papelões a noite pra eles dormirem. Estão muito bem cuidados. São machos, o maior tem o rabinho cortado e parece ser uma mistura de Labrador! Não sabemos se eles fugiram ou se foram abandonados.

Eles são cães dóceis e obedientes…se alguém tiver interesse em adotar os dois juntos ou fazer lar de apoio…(A ração no lar de apoio a gente se compromete a dar). Deixo o  telefone  da minha esposa para contato (48) 9-9984-2987 , com Indiamara”.

PROJETO DE LEI

Patê. (Foto Arquivo JBFoco)

Transcrevo: “Projeto de lei do vereador Ednei Müller Coelho (Patê) (DEM), que virou a lei 3.368 de 03 de junho de 2013, continua sendo colocada em prática através de mutirão entre a secretaria de educação, secretaria de saúde e em parceria com o hospital universitário – ufsc:

Desde a sua Homologação, esta Lei municipal vem beneficiando alunos da rede municipal de ensino que apresentam algum problema de acuidade visual.

A partir do ano de 2017 a Secretaria Municipal de Educação, a Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Universidade Federal através do Hospital Universitário, vem realizando mutirão de consultas oftalmológicas realizados no Caminhão de Oftalmologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC).

Até hoje, mais de 160 crianças receberam atenção especial através de consultas e exames, dentre essas, 74 já receberam seus óculos gratuitamente”.

 

PSE

Continua: “A ação faz parte do Programa Saúde na Escola (PSE) e tem por objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino.

O programa tem grande importância, pois ajuda a resolver o problema de visão das crianças na idade escolar. A criança com problema de visão tem muita dificuldade de se desenvolver intelectualmente nas salas de aulas, perdendo o interesse de estudar. 

Dar esta oportunidade às crianças é colaborar com a construção de um futuro melhor, de um país melhor, enfatiza o Vereador Ednei (Patê).

 “Buscamos e lutamos sempre por uma Educação de destaque para nossas crianças do município. Mais que investir em sala de aula, em professores e escolas, é preciso investir em saúde e no desenvolvimento das nossas crianças. É isso que estamos fazendo com um trabalho que envolve as Secretarias de Educação e Saúde e que agora ganha força com este programa que é conduzido pelos profissionais do HU e da UFSC”, acrescenta o Vereador Ednei (Patê)”.

COLUNA DO DÉCIO

 

Décio Baixo Alves

E-mail: decio@jbfoco.com.br

https://chat.whatsapp.com/KGHnAVR0IDg76hT4dBMrAX

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.