Publicidade

Um leitor que esqueceu de se identificar enviou-nos um vídeo indignado com a cena que ocorreu nesta semana envolvendo uma mulher, que viajava junto com caminhoneiro.

O vídeo mostra a mulher que saiu do caminhão no acostamento da BR-101, bem em frente da loja Koerich e do antigo terminal de ônibus que virou a secretaria de trânsito da prefeitura de Biguaçu. E o que fez? Simplesmente arriou as calças para defecar na frente de tudo e de todos.

Um cidadão, que estava no terminal esperando o ônibus, puxou o celular e gravou a inusitada cena.

A mulher fez suas necessidades fisiológicas e limpou-se com papel higiênico e com água publicamente.

E o vídeo termina com a cidadã vestindo a calcinha e entrando rapidamente no caminhão para sair do local o mais rápido possível. Afinal de contas, se a Polícia Rodoviária Federal (PRF) ver uma coisa dessas, certamente a cidadã receberia uma baixa multa quando não seria encaminhada à delegacia de polícia civil por atentado ao pudor ou coisas similares.

Caminhoneira apurada alivia-se no acostamento da BR-101. (Foto Reprodução)

CRÍTICA

Realmente é uma tremenda ignomínia. É uma vergonha alguém simplesmente defecar em lugar público na frente das pessoas.

Nem estamos falando da poluição. Conforme o vídeo, a cidadã fez suas necessidades no acostamento encostada no guard-rail.

Além do mais, a cena é muito constrangedora.

 

O OUTRO LADO

Mas também há outro lado. Ninguém defeca em lugar público por livre e espontânea. Pelo contrário.

A mulher realmente estava com tremenda dor de barriga e não aguentou. Para não fazer as necessidades nas calças, preferiu passar a vergonha em eliminar as fezes no acostamento da rodovia.

 

A QUESTÃO

Na realidade, o vídeo em questão chama a atenção para um problema que não damos importância, a não ser se estivermos apurados.

É da natureza humana. Aliás, atinge a todos, ricos e pobres, famosos e anônimos. Por exemplo, o famoso Dom Pedro I (1798-1834), naquele também famoso 7 de Setembro de 1822, tinha comido uma feijoada e, no caminho para São Paulo, passou a sofrer uma tremenda dor de barriga. O Príncipe parou numa infinidade de “moitas” para aliviar-se. Aliás, os historiadores afirmam que, talvez por causa da incomodação de ter de se aliviar em tudo que é moita, Dom Pedro I ficou sarará da vida quando recebeu uma carta das Cortes obrigando-o a voltar para Portugal e, ali mesmo, às margens do Ipiranga, com dor estomacal e tudo, empunhou a espada e gritou “Independência ou Morte!”

Mas voltando ao vídeo, não existe banheiros públicos na BR-101 ou nas proximidades. Não estamos dizendo que é preciso construir banheiros públicos ao longo da citada rodovia, mas não seria algo fora do comum pensar numa solução “tecnológica” para o “socorro” de motoristas em momentos desse tipo de apuro.

A mulher do caminhoneiro em questão poderia ter ido a um posto de gasolina, mas certamente não sabia do posto mais próximo de onde estava e, mesmo que soubesse, às vezes o banheiro está interditado e sabe-se lá onde está a chave etc e tal.

Mas sabemos que construir pequenos banheiros ao longo da BR-101 é inviável. Mas talvez exista alguma tecnologia simples para o “apuro” e que este poderia estar disponível na região.

 

URINÓIS

Defecar em público é um caso mais raro. No entanto, é muito comum presenciar caminhoneiros e motoristas em geral que param os veículos para urinar, uma cena constrangedora para as mulheres.

Para evitar isso, talvez a instalação de discretos urinóis ao longo da BR-101 pode acabar com esse problema.

Urinóis são pequenas cabines que tampam na parte genital. A prefeitura de Paris, por exemplo, instalou essas pequenas cabines naquela famosa cidade. O objetivo foi justamente para acabar com certos constrangimentos, principalmente com relação a estrangeiros que se mudaram para aquele país e com o costume de urinar em público.

 

BANHEIROS PÚBLICOS

Até poucos anos atrás, Biguaçu não tinha banheiro público na praça Nereu Ramos. Só veio a instalar depois literalmente de muita reclamação de cidadãos.

Mas perguntar não ofende: tirando a praça Nereu Ramos, onde há banheiros públicos em outros bairros de Biguaçu?

A resposta, se não estivermos enganados, é um redondo “não”. Não há. As pessoas que porventura estiverem apuradas andando por alguma rua de Biguaçu terão de contar com o banheiro de algum estabelecimento comercial próximo ou da solidariedade de algum morador próximo.

 

CONCLUSÃO

Ainda bem que a mulher do vídeo em questão não estava no meio da praça Nereu Ramos. A cena seria dantesca.

 

VÍDEO

 

 

https://chat.whatsapp.com/KGHnAVR0IDg76hT4dBMrAX

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade