Publicidade

ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL DE SANTA CATARINA E INSTITUTO ARTECULLI

 

A Academia de Letras do Brasil Santa Catarina e o Instituto Articulli (Arte – Cultura  – Literatura), promoveram no último sábado (13/07), um lindo evento literário na Cidade de Governador Celso Ramos, que contou com escritores e demais artistas de todo o Estado, bem como autoridades literárias de outros Estados da Federação.

Miguel João Simão (Organizador) e a Professora Lucineide de Azevedo Simão (Diretora do Instituto Articulli), receberam a todos com muita atenção e devem ser aplaudidos pela iniciativa de estarem sempre promovendo eventos que fomentam a cultura.

No evento, o colunista recebeu o título de “Homem Brilhante 2019”, que de acordo com o certificado: “por seu apoio na área cultural e por sua defesa aos direitos humanos e a justiça social”.

Alguns confrades da Academia de Letras de Biguaçu estiveram presentes, o que me alegrou ainda mais. Ocupo a cadeira 21, que tem como Patrono Jorge Lacerda.

Agradeço, mais uma vez, a Academia de Letras do Brasil Santa Catarina e Instituto Articulli, pela homenagem. Fiquei muito honrado.

 

Miguel João Simão e Lucineide de Azevedo Simão (Foto Divulgação)
Confrades da Academia de Letras de Biguaçu (Foto Divulgação)
Colunista recebendo certificado e comenda. (Foto Divulgação)
Colunista com ilustres escritores e artistas presentes. (Foto Divulgação)
Certificado Homem Brilhante 2019. (Foto Divulgação)

 

MERCADO PÚBLICO DE FLORIANÓPLIS E A QUESTIONÁVEL COBRANÇA DE COUVERT ARTÍSTICO.

Cobrança de Couvert Artístico (Foto Divulgação)

 

No dia 29/06 (sábado), vários músicos estavam se apresentando no vão do Mercado Público de Florianópolis, alegrando o público do local.

Muitos moradores de Florianópolis e turistas frequentam o local, principalmente nos sábados, o que justifica a organização de apresentações artísticas, fomentando o turismo

Durante as apresentações, uma banda de Brusque, ao término de cada uma música, divulgava que a apresentação era decorrente de organização promovida pela Fundação Franklin Cascaes – Municipal de Florianópolis.

Posteriormente, houve a apresentação de uma dupla de músicos, que igualmente agradeceu várias vezes o apoio da Fundação Municipal.

Após fechar a conta, os clientes se depararam com a cobrança de “couvert artístico”, o que causou estranheza aos presentes.

Em conversa com um dos músicos que já tinham encerrado as apresentação, foi confirmado que o referido valor não era para nenhuma das bandas que estavam se apresentando, bem como estranhou tal cobrança.

Foi constatado que não são todos os estabelecimentos que cobram tais valores.

A dúvida que fica, diz respeito à legalidade ou não de tal cobrança, visto que o evento seria promovido pela Prefeitura Municipal de Florianópolis e os recursos não estariam sendo passados aos artistas.

Vale registrar que a alta qualidade dos músicos justificariam o pagamento, ocorre que de acordo com o apurado, tais valores não são repassados a quem de direito.

Caso algum estabelecimento ou associação dos comerciantes queira se manifestar oficialmente, a coluna estará disponibilizando o mesmo espaço, pois o que se procura é apenas o esclarecimento.

 

VAMOS VALORIZAR OS MÚSICOS.

 

(*) Fernando Henrique da Silveira é Funcionário Público Estadual, Membro da Academia de Letras de Biguaçu e Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais.

fernandohsilveira@hotmail.com

Contato: 48 – 984578842 (WhatsApp).

 

https://chat.whatsapp.com/DzUCpmYip17KFtkEeyNpaD

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade