Publicidade

Ozias Alves Jr

E-mail: reportagemjbfoco@gmail.com

 

Não sabemos da data desta foto, mas certamente foi depois de 1906, o ano da inauguração desta ponte metálica sobre o rio Biguaçu, ligando o atual bairro Prado de Baixo com a rua do Cine Foto Ricardo, centro de Biguaçu.

A data da inauguração desta ponte é 16 de dezembro de 1906. Esta ponte, cuja novidade era o fato de ser metálica, material bem mais resistente, substituiu uma antiga que era de madeira. Essa ponte tinha o nome de Gustavo Richard (1847-1929), que foi governador do estado de Santa Catarina entre 1906 a 1910.

Quando havia sido construída a antiga ponte de MADEIRA que teve a estrutura comprometida numa enchente do rio Biguaçu e, por causa disso, tiveram de construir uma outra, mas desta vez com estrutura toda metálica?

Essa ponte de madeira foi construída em 1852. Infelizmente não há foto. Se houver, pelo menos esta pesquisa desconhece. Quem sabe alguma família tenha tal preciosidade. Pedimos que contate-nos.

Esta ponte de 1852 foi vista (ou melhor, por ela passou) o médico alemão Robert Avé-Lallemant (1812-1884) quando passou por Biguaçu em 1858 e deixou registrado em seu livro “Reise durch Süd-Brasilien im Jahre 1858” (Viagem através do sul do Brasil no ano de 1858), obra esta que ganhou uma tradução brasileira publicada em 1980 pela editora Itatiaia com o título “Viagens pelas Províncias de Santa Catarina, Paraná e São Paulo (1858)”.

Sobre a dita ponte vista em 1858, Lallemant considerou-a bonita e bem feita.

Doze anos depois, em 1870, foi construída uma bela ponte de madeira sobre o rio Biguaçu, considerada “um monumento da engenharia brasileira”, segundo um historiador chamado José Boiteux. Escreveu José Vieira em seu livro “Chorographia de Santa Catarina” (1905), página 191: “Este rio (Biguaçu) é atravessado, pouco acima da sua foz, por uma excelente ponte de madeira, coberta, feita há já trinta e tanto annos pelo engenheiro Dr. Taulois.”

Já Iaponan Soares deu o nome completo do autor da obra: Pedro Luís Taulois. E a questão é: e a ponte de 1852?

Certamente que não. Tudo leva a crer que a ponte de 1852 sucumbiu a alguma enchente do rio Biguaçu e acabaram construindo uma nova.

A ponte de 1870 foi construída no mesmo lugar da de 1852? Ou a de 1870 foi colocada em outro trecho? Não sabemos.

Creio que esta ponte de 1870 ficava exatamente no mesmo local onde foi construída a ponte metálica de 1906, a já citada “Gustavo Richard”.

Em 1940, o autor provavelmente da primeira monografia sobre a história do município, Lourival Câmara, observou: “A principal obra de arte é a ponte de ferro, que se encontra no perímetro urbano, na parte norte.”

Não tendo obras de arte espalhadas pela cidade, então a ponte acabou virando a “principal obra de arte”, por estranho que isso possa ser.

 

BR-101

A rodovia federal BR-101, antigamente chamada apenas de “Federal”, foi inaugurada na década de 1960.

A primeira ponte desta rodovia sobre o rio Biguaçu foi inaugurada em 1964, em concreto armado, perto da ponte metálica Gustavo Richard.

Mas 10 anos depois, em 1974, houve uma grande enchente no rio Biguaçu que provocou danos irreversíveis à citada ponte da BR-101.

Por causa disso, o antigo DNER (Departamento Nacional de Estradas e Rodagens) iniciou a construção de uma nova ponte, cuja extensão seria o dobro da anterior (80 metros).

Em janeiro de 1975, a nova ponte em concreto foi inaugurada e, na década de 1990, com a duplicação da BR-101, uma nova ponte foi construída ao lado.

 

DEMOLIÇÃO

E voltando à ponte metálica de 1906, que tinha 30 metros de extensão. Por causa de uma enchente fora do comum (não foi a de 1974???), uma das cabeceiras cedeu e a largura do rio passou para 32 metros.

Por causa disso, a ponte acabou abandonada e finalmente demolida em 1978.

 

Ponte sobre o Rio Biguaçu. (Foto Divulgação)

 

https://chat.whatsapp.com/DzUCpmYip17KFtkEeyNpaD

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

 

….

CONTRIBUA COM A COLUNA “TÚNEL DO TEMPO”

Se você, caro leitor, tiver alguma foto histórica sobre sua família ou sobre o passado das cidades de Biguaçu, Antônio Carlos e Governador Celso Ramos, envie para o JBFoco. Nosso e-mail é reportagemjbfoco@gmail.com.

Publicidade