Publicidade

 

 

Esta foi a garrafa encontrada pelo cidadão norte-americano no Alasca onde havia uma carta de 1969 de um marinheiro russo. (Foto Reprodução Vídeo)

 

Tyler Ivanoff, um cidadão norte-americano residente no estado do Alasca, recolhia lenha numa enseada próxima a uma cidade chamada Shishmaref quando encontrou uma garrafa na praia local. Shishmaref fica a 966 quilômetros de distância de Anchorage, capital do Alasca.

A garrafa, que ele tinha visto recém levada pelas ondas até a praia, chamou-lhe a atenção. Viu que a mesma estava lacrada com cortiça. Por coincidência, ele tinha um saca-rolhas na bolsa e abriu a garrafa.

O norte-americano descobriu uma carta manuscrita em russo. Apesar de ter um sobrenome russo, Ivanoff não conhece esse idioma. O que então o cidadão que achou a dita garrafa? Acabou postando a foto da dita carta em sua página no Facebook.

A carta foi escrita em 20 de junho de 1969 por um marinheiro russo chamado Anatolii Prokofievich Botsanenko, que tinha o posto de capitão. Ele se encontrava a bordo de um navio russo chamado Sulak e, na época, tinha 36 anos de idade. Resolveu escrever a carta e lançá-la no mar.

Pois bem! A carta foi encontrada neste ano de 2019, isto é, 50 anos depois e um internauta que sabia russo traduziu o documento disponível no facebook e, na reviravolta da história, alguém conseguiu localizar o autor do documento, o capitão Botsanenko, que está vivo e hoje com 86 anos de idade. No final da carta, havia um endereço e detalhe: continha sendo o mesmo até hoje do capital Botsanenko.

E o caso acabou sendo divulgado também pela imprensa russa. Botsanenko nem se lembrava mais da dita garrafa que ele jogou no mar em 1969 e ficou muito surpreso com a repercussão.

https://chat.whatsapp.com/CwLeRbK861A1Ks6fButk29

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade