Publicidade

Não tem jeito. A polícia fecha, mas logo volta as rinhas de galo no interior de Biguaçu. Desta vez, o caso aconteceu na manhã de ontem (sábado, 03/08) quando a Polícia Militar Ambiental invadiu uma rinha clandestina na região de Fazendinha, zona rural de Biguaçu.

Havia 46 galos, alguns feridos. Quando a polícia chegou, a turma que estava ali literalmente “picou a mula”. Foi pernas para que te quero. Os policiais, que arrebentaram o portão de ferro na “porrada”, isto é, jogando o carro em cima, conseguiram prender 28 dos cidadãos que ali se encontravam.

Os policiais encontraram esporões e biqueiras de ferro nos galos, ou seja, a prova de que estava sendo preparados para entrar no ringue e, com alguns dos homens que se encontravam ao redor do ringue, bolos de dinheiro, superior a R$ 5 mil, o que denota que estavam apostando.

Não é a primeira vez que rinhas de galo são fechados no interior de Biguaçu. O problema é que, depois de soltos, os apostadores retornam às atividades, que é ilegal pela legislação.

 

Rinha de galo estourada pela Polícia Militar Ambiental. (Foto PM)

 

https://chat.whatsapp.com/CwLeRbK861A1Ks6fButk29

Clique no link acima e receba gratuitamente notícias do JBFOCO regional. Nesse grupo não existe interação. Somente recebimento de matérias jornalísticas de Biguaçu, Antônio carlos, Governador Celso Ramos e região.

Publicidade